quinta-feira, 2 de abril de 2009

Referências

Descobri que uma das pessoas com quem trabalho é autora de um blog que há muito acompanho e de que sou fã.
Como estou aqui há pouco tempo, ainda não houve oportunidade para grandes conversas, trocas de ideias, tão pouco falámos mais do que o cordial "Bom dia" e "Até amanhã".
Ontem dei por mim a ler o blog dela de ponta a ponta, reler textos de que tinha gostado antes e de que agora gostei ainda mais. Porque agora têm uma cara, um sorriso, uma voz, uma maneira de estar da qual acho graça e sinto empatia, embora ela ainda não saiba.
Agora percebo que, apesar de ser bom ler blogs de perfeitos anónimos exactamente por não fazermos ideia de quem se encontra do outro lado, quando estes passam a ter rosto e até partilhamos um pouco (ainda que discreto) da vida deles, desperta um interesse diferente, mas igualmente bom.

2 comentários:

Rapariga do Batom Vermelho disse...

O mundo é realmente pequeno, não haja dúvida...

:)

Madame Butterfly disse...

Ainda assim, eu prefiro que o meu blog não tenha rosto. Só assim consigo que escrever tudo o que me vai na alma.