sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Cheira-me que....


Sabiam que o sentido que está mais directamente ligado à memória é o olfacto? Consigo comprová-lo de cada vez que entro em perfumarias e percorro as prateleiras cheirando perfumes que me fazem lembrar alguém...e no segundo em que borrifo para o papelinho aquele odor, a imagem dessa pessoa surge no meu pensamento, com todos os detalhes, como se diante a mim se encontrasse.
De facto, os cheiros, odores e aromas, têm para mim alguma importância, na medida em que, não ligando a marcas, modas nem tendências, o cheiro das pessoas fica gravado facilmente na minha memória e dificilmente se apagam, mesmo após a passagem do tempo e mesmo mudando totalmente os cenários onde as personagens se movem... Mesmo quando já não as vemos, nem lhes tocamos, nem ouvimos, nem falamos com elas...o cheiro fica.
Mas não é só o cheiro das pessoas que me marca. Adoro cheiro a coisas e lugares: cheiro de lençóis e toalhas acabados de lavar; de refogado na cozinha; de bolo a sair do forno; de praia e de protectores solares; cheiro de pele de bebé; do meu cabelo acabado de lavar;
Mudei de perfume...finalmente! O que significa que mudei de fase de vida. Agora cheiro a "S" da Escada. Quente, doce, mas leve...sem enjoar nem dar dores de cabeça. Faz-me sentir mais segura, convicta e com mais presença de espírito o que é bom!
Ainda me estou a habituar ao meu novo cheiro. Mistura de "S", mistura de mim... que dá um resultado bom de cheirar.
Mudam-se os cheiros, mudam-se as vontades! Assim o espero!

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Abracinhos de Natal


Se o Menino Jesus ler blogs (e eu quero acreditar que sim), aposto que vai ter vontade de ler o nosso. Colorido, educado, e bem-disposto, tem de tudo para ser um dos favoritos do Baby Jisas, como eu carinhosamente o baptizei.
Nunca acreditei no Pai Natal...e a culpa não foi minha: com 4 anos, sendo a primeira criança da família, vestiam-me a mim de Pai Natal, e era eu quem entregava as prendas ao resto dos 8 adultos presentes na ceia...acho que isto diz muito sobre a crença, ou falta dela, da existência do gordinho da Lapónia, golpe de génio de marketing da Coca-cola, primeiro de fatinho verde e só mais tarde adoptando o vermelho digno que hoje lhe conhecemos.
Adiante...para mim, o dar e receber prendinhas no dia de hoje está muito mais relacionado com o meu Baby Jisas, que descobri ter nascido em Setembro e não a 25 de Dezembro, como dizem por aí, sendo que, agora que falam nisso, faz muito mais sentido o Baby ser Virgem do que Capricórnio!!
E nunca tendo acreditado em Pai Natal, nunca lhe escrevi nenhuma carta, como é óbvio. Mas este ano, e porque quero acreditar (mais uma vez), que o meu Baby Jisas lê o nosso blog, tenho uns recadinhos a deixar:
Baby,
eu sei que estás a par das últimas aqui da Pips; Sei também que temos andado de candeias às avessas, porque de quando em vez sinto que estás um bocado "nem aí" p'ra mim; Sei que não é fácil ter tanta gente que nem se lembra de Ti durante o ano, e por esta altura está tudo a meter-te no lugar mais bonito da casa, enfeitado, com luzinhas e velinhas, azevinhos e o camandro, como que convidado VIP da festarola das Filhozes e Rabanadas...está mal!!! A mim não me faltam motivos para achar que vais continuar nas palhinhas deitado e nas palhinhas estendido, e nada de grandes prendinhas, daquelas que aconchegam o coração, a alma, o espírito, a esperança, a fé, porque são essas que eu te peço. Prendinhas que me ajudem a levar cada dia com um sorriso nos lábios, e um abraço sincero para quem me faz feliz.
E um simples abraço faz tanta diferença na vida de tanta gente! Na minha vida, UM abraço, AQUELE abraço, faria toda a diferença!
Esta é a minha prenda para todos aqueles que eu queria abraçar hoje e que estão longe, mas sempre no meu coração. Aqueles que são os meus Baby Jisas o resto do ano e que sei que não se esquecem de mim. Para todos...um Feliz Natal!
Tigas, Fifs e Mery...sinto muito a vossa falta!

domingo, 23 de dezembro de 2007

Porcelain


Hoje estou oficialmente de bop bop, não sei se pelo período que se avizinha (e não, não me refiro ao Natal porque eu, meus amigos só não sou um duende porque ultrapassei a altura máxima permitida...) é período mesmo com todas as letras que me impede de me vestir até; só me deu vontade de um duche rápido e a chamada roupa de fascina, carrapito no alto e e... encolho-me e penso... Porque será que as pessoas que nos fazem sofrer são as que mais nos marcam? E porque é que essas pessoas teimam em aparecer de vez em quando? Será que pressentem que estão a ser inseridas na nossa gavetinha das "memórias", será que sentem o cheiro do "tou nem aí "no ar e decidem vir fazer o reconhecimento da área?
Segunda pergunta de metafísica para a antevéspera de Natal: Porque é que há dias em que me sinto o Hércules, não preciso de nada nem de ninguém, só o simples facto de ouvir música e de cheirar a castanhas assadas na rua me faz sentir feliz e outros dias em que me sinto de porcelana, que não queria ter passado por nada do que passei, que queria que me tivessem poupado e que não sei bem se deva ou não deixar pessoas novas entrar... Se me vão fazer sofrer outra vez se as vou fazer sofrer a elas... Mas a vida não é uma bolha people come and go.
Amanhã É Natal! Até lá ouço no windows media player:
"In my dreams I'm dying all the time
Then I wake its kaleidoscopic mind
I never meant to hurt you
I never meant to lie
So this is goodbye
This is goodbye
Tell the truth you never wanted me
Tell me..."
Rabanadas? Onde estão??

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Soul sister


Conhecemo-nos há pouco mais de um ano mas o tempo em determinadas coisas não conta para nada. Havia um click, um diálogo mental que nos ultrapassava mas que nunca foi mesmo explorado. O tempo passou, a vida rolou e aconteceu o que se sabe. Algo me impeliu. Um jantar e depois outro e um café... perceber o que se tinha passado, tentar suportar um bocadinho da revolta, da angústia, do medo e dos sonhos desfeitos de um casamento de sonho por exemplo. Os nomes começaram a surgir; A Pips e a Fifs depressa chegaram à conclusão que amizade daquelas era difícil de encontrar e sou-vos sincera, nem é tanto só uma amizade mas nutro um amor verdadeiro por ela (nada de imagens de bolinha ok?). Como se fosse minha irmã, parte de mim em que as tristezas e as alegrias dela são minhas também. Em que sinto um bocadinho por ela, em que leio pelos esgares, olhares e expressões o que o Tico e o Teco dela estão a fazer (o que a propósito daria um post brilhante!). Sinto-me completa com a minha soul sister, preocupo-me com ela como se de mim se tratasse, partilho com ela o que seja desde o mais básico ao mais profundo (género tristezas porque as saudades são muitas de quem não volta até ao " tenho uma malha nos collants e estou em dia de enjoadinhices").
E é assim... Somos tal e qual uma só, temos uma música, temos uma língua, temos um nível (quase insuportavel nós sabemos) de decibéis, temos um guincho inimitável só das duas, estamos sempre na mesma frequência e sobretudo temo-nos uma à outra!

Nem desquecida nem ostracizada!


Estou orgulhosa!
Orgulhosa e com frio...
Cheguei hoje à terrinha e tive uma agradável surpresa: ruas e árvores carregadas de luzinhas azuis, douradas e prateadas, que piscam, brilham e iluminam de forma descompassada mas harmoniosa, a cidade fria e gelada, mas com cheiro a Natal. Arrisco-me a dizer que este é o ano em que a cidade está melhor enfeitada, onde se nota mais dedicação e bom gosto na decoração. (Ou então sou eu que estou mais sensível e atenta ao assunto e portanto vejo "magia natalícia" em todo o lado!!).
A "terrinha" de que falo e já falei noutros posts anteriores é Seia. "Terrinha" essa que muitas vezes é ignorada, pelo interior centro escondida, e pela falta de inovação, de investimento e projecção esquecida. Ainda hoje, na rádio, falavam do corte da estrada que liga a Covilhã à Torre... e de Seia...nada! Como se a única estrada de acesso à Torre da Serra da Estrela fosse a da Covilhã!! Fiquei irritada, "pois conceteza, (RONC!)", pois que Seia merecia outro tipo de tratamento e consideração! Estamos a falar de uma sede de município, com 435,92 km² de área e 28145 habitantes, subdividido em 29 freguesias. É a segunda maior cidade do Distrito da Guarda, pertence à grande área metropolitana de Viseu e fica sensivelmente equidistante entre estas duas cidades. Além do mais, é neste município que está localizado o ponto mais alto de Portugal Continental, a Torre, na Serra da Estrela, com quase 2000 metros de altitude. Este concelho abrange uma grande parte da Serra da Estrela e é também o único onde existe uma estância de esqui natural, o que confere aos Senenses uma qualidade bem mais serrana do que qualquer outro habitante de cidade perto da Estrela.
Por tudo isto e muito mais, senhores da rádio, dos jornais e das Tv's...(futuros colegas em geral...presunçosa!), turistas, habitantes descrédulos de suas raízes, visitem a bela cidade de Seia, saiam para as ruas e vejam as luzinhas, façam compras no comércio regional e esqueçam o consumismo exacerbado dos shoppings, façam uma bela viagem até à Torre pela estrada de Seia que tem um percurso menos acidentado, menos enjoativo e uma paisagem bem mais bonita do que a outra, deliciem-se com os petiscos maravilhosos dos vários restaurantes de óptima qualidade da cidade, tirem fotografias junto à Estátua do "Nosso" Afonso Costa, visitem o único Museu do Pão do País, respirem ar puro e usufruam das qualidades que a cidade tem para oferecer.
Depois de 5 semanas sem vir até cá, farta de trânsito, shoppings, pessoas atarefadas nas compras e com cara de tudo menos de Natal...é bom voltar a Seia.

sábado, 15 de dezembro de 2007

Burrriiitoooo!


"Quando Winston Churchill, ainda jovem, acabou de pronunciar o seu 1.º discurso, na Câmara dos Comuns, foi perguntar a um velho parlamentar, amigo de seu pai, o que tinha achado do seu desempenho naquela assembleia de vedetas políticas.
O velho pôs a mão no ombro de Churchill e disse-lhe em tom paternal: “Meu jovem, você cometeu um grande erro.
Foi demasiado brilhante neste seu primeiro discurso. Isso é imperdoável !
Devia ter começado um pouco mais na sombra. Devia ter gaguejado um pouco.
Com a inteligência que demonstrou hoje, deve ter conquistado, no mínimo, uns trinta inimigos. Sabe? O talento assusta".
Ali estava uma das melhores lições que um velho sábio pode dar ao pupilo que se inicia numa carreira difícil.
Isso passou-se em Inglaterra. Imaginem aqui, em Portugal.
Vale a pena lembrar uma famosa quadra do Poeta Aleixo:

“Há tanto burro a mandar
em homens de inteligência
que, às vezes, chego a pensar
Que a burrice é uma Ciência”.


E mais não digo!

Coisas da Licas




Era a nossa música.
Tinha 3 anos quando este single foi lançado e desde sempre me lembro de o cantarolar, mesmo sem dizer as palavras certas, e mesmo sem saber a mensagem que transmitia. Eu adorava esta música, e Ela também. Isso bastava para pormos o volume no máximo sempre que tocava no rádio do carro, olharmos uma para a outra e cantarmos a plenos pulmões: "Hey Now...Hey Now...!!"
Hoje lembrei-me da música, de repente, e ainda a medo, pus a tocar baixinho no pc. Soube bem... Fechei os olhos e imagens boas apareceram, sob um fundo de nevoeiro, tal como nos filmes quando se recorda algo de bom.
Continuo a adorar esta música, continuo a cantá-la ainda que a uma só voz, a plenos pulmões, e continuará a ser sempre a Nossa Canção.
"Don't dream it's over..."

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Doce ou Salgado??


Por favor...façam-nos a gentileza de esclarecer uma dúvida que nos atormenta, Pips e Fifs, autoras deste vosso humilde espacinho de diversão nocturna, diurna, dependendo do fuso horário em que nos visitam, e que tem dado pano para mangas nos diálogos entre estas duas almas dignas que somos nós:
- O Croissant simples é considerado um doce, ou um salgado?
Partilhando de infinitas teorias, filosofias, psicologias e análises em comum, eis que Pips e Fifs se confrontam com perspectivas diferentes, sobre a temática do croissant, bem como do pão de leite. Uma diz que é definitivamente doce. A outra acha absurdo e toda a vida os saboreou como salgados.
Não vamos revelar para já quem é que defende o quê, para não influenciarmos as votações...mais tarde o faremos! Mas pedimos desde já a vossa colaboração e ajuda, pois uma de nós anda a viver uma fraude de cada vez que leva um destes meninos à boca! (esta frase não soou nada bem, mas assim como assim também já está e não vou corrigir!).
Bem-hajam!

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Happy heart da clinique - Bom perfume!


Ando satisfeita! Se há coisa que toda a gente sabe é que quando andamos satisfeitos não espalhamos a boa nova: "Tou mais feliz do que nunca sabes?" "Ah! Não sei se já te disse que estou felicíssimo, não caibo em mim de contente"; In facto deixa-me ca por no nick em língua estrangeira que estou ainda mais feliz do que nunca e que sempre fui - atenção não é sarcasmo é traduçao literal!
Pois é... Quando se anda contente até se tende a desaparecer; a querer esconder para evitar perguntas que nos fazem corar; anda-se com outro karma, os terceiros que nos circundam apercebem-se do nosso ar leve e nós até nem temos muita vontade de falar disso, não vá o diabo tecê-las fazerem-nos makumba e la vai felicidade com o catano. Assim quem anda mesmo contente, anda com ar de Natal... Mas não anda feito Rei Mago a espalhar a boa nova! Anda lá com a sua vida, sorrisos pra aqui mensagens pra acolá e so quem tem de saber sabe e nem pergunta.
Quem tem felicidade podre é que faz de questão de por sorriso Ken&Barbie e dizer que são o espelho da felicidade! Que são exemplo a seguir, que o próprio Buddha lhes pede conselhos no que toca a atingir a felicidade...
Pois bem meus Queridos guess what? Quando se é feliz não se espalha aos sete ventos... Não é preciso, é-se feliz, tem-se alegria e transmite-se essa mesma alegria! Quando se está feliz (ou seja está-se porque sim) a pele brilha (e nao e de gordura), o sorriso aparece mais vezes 4e a pessoa tem mais vontade de tudo. Quando se diz a todos "Ai sou MESMO Feliz bolas!" É podre! Soa a falso e é na maioria dos casos é pra inglês ver... É... mentira!Mentiiira! Mentiiira (by João Pedro Pais) NOT!

Hi5 vs Blogues


Estava eu na minha página do hi5, gerindo comentários, pedidos de amizade e afins, quando me apercebi da banalidade de tal acto. Nem vale a pena explicar, para os mais dstraídos, o que é o Hi5...hoje em dia, TODA a gente tem uma página personalizada, com o objectivo de se dar a conhecer e conhecer terceiros através do mesmo processo.
Quer se use muito ou pouco, quer se goste ou critique, o que é certo é que poucos, muito poucos, são aqueles que não fazem ideia do que é que estou a falar, ou que, ainda que não tenha página própria, não tenha caído na tentação de espreitar página alheia.
O que me põe o "Tico e o Teco" (vulgo neurónios), em ansias e revoltas, é o facto de haver quem defina o uso de Blogues como forma de exposição exagerada, de chamar a atenção, de exibição e auto-promoção.
Ora, isto é que me faz uma certa confusão: Então afinal quem é que se expõe mais? Aqueles que têm um blogue, assinado com pseudónimo, sem fotografia que identifique o seu autor ou autores, mas que encontra naquele espaço a oportunidade para desabafar, partilhar estórias e sentimentos, dos próprios ou de terceiros, sem medo de crítica gratuita e não construtiva, porque quem nos comenta 100% das vezes é sincero, honesto e verdadeiro, sem segundas intenções nem pretensões de que tipo for..... Ou, por outro lado, quem é contra os blogues, finge que não os lê, (mas lê!), não comenta, porque tal como acha que o seu autor se está a expôr, ao comentar, está igualmente a expôr-se, mas tem um Hi5 onde expõe o corpo, a cara, as roupas, acessórios, paisagens e viagens feitas, amizades e amores, com comentários reveladores ou não, bem como pequenos textos onde partilham o seu modo de vida, gostos, virtudes e defeitos, tudo enfeitado com músicas e videos do youtube!
Em que ficamos? Quem se expôe mais? Quem dá o coração ou quem dá a cara?
Como usuária de ambos, Hi5 e Blogue, sinto que o grande problema é a importânica que se dá ao que os "Outros" pensam de nós. E talvez por isso mesmo tenha optado, ultimamente, a dedicar-me muito mais ao Blogue do que ao Hi5. Verdade seja dita, a dedicar-me exclusivamente ao Blogue, onde eu sou EU, escrevo o que penso quando quero e bem me apetece, onde tanto sou lida por quem me conhece e sabe que os textos são meus, tanto por quem não me conhece nem nunca me viu na vida, e ainda assim me lê. Onde recebo comentários bons, divertidos e bem dispostos, de quem lê e não tem complexos de excesso de exposição, e onde quem quer permanece no anonimato, porque aqui não importa a carinha laroca nem o ângulo que mais nos favorece, nem tão pouco ser politicamente correcto.
Assim sendo, e por muito que me tenha esforçado, não consigo ser parcial, e percebi agora que também não quero. E acho que de facto, quem critica o excesso de exposição através dos blogues tem razão: Aqui expõe-se a alma, o coração, o pensamento livre sem censura, medo ou preocupação em agradar quem nos lê. E isto é, de facto, mostrar quem somos. Será isto expôr demais? Fica ao critério de cada autor, de quem escreve sobre si, mas nunca ao critéiro de quem lê em segredo, comenta em segredo e em segredo julga sem ser juilgado.

domingo, 9 de dezembro de 2007

Sogros...do melhor!


"Primeiro escolhes a Sogra, depois é que escolhes o Noivo!"- Dizia a minha Mãe, com um sorriso matreiro e em tom de brincadeira, nas milhares de conversas que tivemos sobre o tema.
De facto, parece estar sociológica e antropologicamente enraízado na nossa cultura, que o conceito de Sogra ou Sogro, surge inevitavelmente com uma conotação negativa. No caso das mulheres então, a figura da "Sogra" é muitas vezes vista como um fantasma na relação. Um fantasma que não pertence só ao passado, até ao dia em que entramos na vida do nosso Mais-que-tudo, mas que fazem parte constante e participativa do presente, e podem representar uma ameaça no futuro.
A Sogra é, por definição quase de dicionário, a personagem que se mete onde não deve, faz comentários desnecessários, olha de alto a baixo, faz o prato favorito do filho que nós nunca conseguimos sequer igualar, e nos faz sentir muito longe, (hoje e sempre!) daquilo que o seu rebento merece!
Mas este post serve exactamente para desmitificar essa ideia: Há por aí, ainda que raras, umas Sogras que nos fazem sentir não umas invasoras do lar, espaço e atenção que antes era só seu, mas uma extensão da sua família; Há algumas, que nos tratam tão bem que nem apetece sair de casa delas, e ajudá-las em tudo o que elas precisarem; Não comentam o que quer que seja sem que esse comentário seja pedido; Dão-nos um abraço apertado de boas vindas e outro quando vamos embora, com um sorriso sincero que dá vontade de voltar todos os dias; Sogras divertidas, que têm sempre uma história igualmente divertida para contar sobre a infância do seu filhote que nós desconhecemos; Sogras que nos dão miminhos, sem que haja datas especiais, apenas porque se lembram de nós; Sogras que nos ajudam a decorar a casa, e cuja opinião é importante porque confiamos no seu bom gosto..
E são essas as Sogras que dão bom nome ao título, porque não nos importamos de ir de férias com elas; de ter jantares de família que não é a nossa, mas onde nos sentimos como se fosse; onde não nos importamos que a nossa Cara-Metade nos compare a elas, pois isso é, sem dúvida, um bom sinal; e não nos importamos de elogiar os seus cozinhados porque são realmente muito bons, e ainda pedimos que nos ensine a receita!
E quando estas Sogras vêm acompanhadas de um Sogro muito prestável, com sentido de humor britânico, sarcástico e muito assertivo, com dotes de fada do lar, bricolage e decoração... o que se pode pedir mais?!?
Há, de facto, Sogros do Melhor, que nos fazem dizer ao "Noivo" que escolhemos:
"Os teus Pais são duas das tuas melhores qualidades!"
E agora, se quiserem, falem mal à vontade dos vossos, que elas não vão ler!!
P.S- Mãe do Amorzinho, obrigada pelas Canequinhas! Adorei!

Queres namorar comigo? Sim; Não; Talvez, (pôr cruzinha)


Tenho um admirador secreto... Um Toni da beira qualquer anda a perder tempo a mandar-me mensagens a dizer que é meu admirador... Pois não lhe respondi!
E agora perguntam vocês... Mas não estás a morrer de curiosidade? E digo eu: Não! Sou mega curiosa mas se há coisa que ainda sou mais é do contra. Se lhe for perguntar quem é vai-me dizer que se me disser vai deixar de ser secreto, vai-me enervar a conversa e vou ficar a mesma. Por isso fiquei impávida e serena. E aproveito para dizer: Sr Admirador... estas tretas de Cyrano de Bergerac sem a mínima pinta já não se usam desde o tempo do Cyrano (que apesar da penca tinha conversa)... Por isso se é mesmo admirador (PIROSO) diga quem é. Se esta a gozar va gozar com a avó e se é rico e não tem mais que fazer ao dinheiro do telemovel ou quer tirar nabos da púcara vá às páginas amarelas que não só encontra alguém que queira saber mais de si como também quem venda nabos e púcaras! Tem tudo!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Ufff....


Informo os meus leitores preocupados e solidários, que a minha real neura já passou!
5 horas depois de entrar em tudo o que é loja no Colombo, com paragem no sítio mais público e exposto para ter conversa séria e de desabafo com a minha Fifs, saborear uma bela fatia de bolo de brigadeiro, resistindo à tentação de partir "acidentalmente" qualquer coisinha no Gato Preto, e duas mãozinhas cheias de sacos com mimos para mim (toda a gente sabe que Stradivarius, Bershka e Zara são bens de primeira necessidade, é claro!).... a tempestade passou!!
Cheguei a casa bem disposta, super leve, e com o humor bem afinado, satisfeita com o facto de não ter dado sequer conta do tempo passar, e claro, como menina que se preze, orgulhosa das minhas compras!
É outro tipo de terapia, um pouco mais dispendiosa do que escrever no meu umbigo, mas que, com moderação, vale bem a pena. Comigo resulta! Se bem que, verdade seja dita, a conversa com a Fifs "soprou" logo a núvem cinzenta que estava estratégicamente posicionada sobre o meu chakra Coroa para bem longe!
E vocês? Como resolvem os dias de neura, com vontade de cometer excessos, sem paciência para nada nem ninguém, em que...GRRRRR...enfim, com os nervos à flor da pele!?!? Também têm uma Fifs que vos "lava a alma" e as compras acalmam o stress? Ou usam outro tipo de terapia?? Contem-me tudo!!!!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Extravasar!


Apetece-me ouvir música aos berros até as colunas fazerem curto-circuito.
Apetece-me entrar numa loja de decoração, dirigir-me à secção das louças e partir todos os pratos e copos que estiverem à mão.
Apetece-me ter uma luta de almofadas até as as penas voarem pelo ar, sem pensar que a seguir tenho de limpar tudo
Apetece-me ir até à Torre da minha Serra da Estrela, encher os pulmões de ar puro e gritar até ficar sem voz!
Apetece-me andar de avião sem destino marcado.
Apetece-me ser invisível e fazer mil coisas sem ninguém me ver.
Apetece-me ser egoísta, insensível, despreocupada e sem remorsos por tudo isso.
Apetece-me cometer excessos, de todos os tipos, não porque estou triste ou zangada, mas apenas porque estou insatisfeita!

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Germes, Bactérias e Bichezas em geral!


Para quem achava que este era um blog com pouco conteúdo cultural e informativo, aqui presto um pouco de serviço público que por certo me irão agradecer!
A revista "Health" fez uma lista dos 12 locais e objectos com maior concentração de germes e bactérias, e por isso mesmo, mais perigosos e passíveis de gerar doenças no mais ingénuo (e também badalhoco!) mortal!
De seguida apresento a dita lista, em ordem crescente de número de bicheza encontrada no dito local/objecto.... Assustem-se!
12º- COMANDOS DE TV DOS HOTEIS (pois claro! Sabe-se lá que mãozinhas é que já tocaram nos botões, e onde é que andaram essas mesmas mãozinhas, sendo que estamos a falar de um quarto de hotel, com uma cama, onde normalmente se...dorme!);
11º- TELEFONES (de empresa, públicos, até mesmo os telemoveis...cada boquinha é uma boquinha, e nem todas são santas!);
10º- BANHEIRA (a de "nossa" casa, dizem eles...só se for a deles, que eu cá esfrego a minha a bom esfregar, com lixívia, lava-tudo amoníacal e perfume de longa duração!);
9º- TAPETES E MÁQUINAS DOS GINÁSIOS (pois aqui acredito mais, que apesar de não ser frequentadora de ginásio ouço cada história de certos Toni Ramos em todo o seu esplendor quais Miss T-shirt molhada, e a libertarem odores e não só, por todo o ginásio...! Agora vão lá fazer abdominais e flexões nos tapetinhos, vão!);
8º- PARQUES INFANTIS (análises ao material temático indicaram vestígios de sangue, muco nasal, saliva e até urina! Quem manda levar os putos ranhosos, que se babam, caiem e se esfolam todos, e ainda sofrem de incontinência à rua?? Mas o melhor do mundo são as Crianças, não é??!!);
7º- MALAS DE MÃO (a dita "Poxete" que tanto jeito nos dá é basicamente um antro de germes! Verdade seja dita, senhoras: quem é que lava frequentemente a sua Poxete? ALgumas aposto que nem nunca viram um pingo de água, até porque a qualidade da mesma não o permite e vale mais uma Poxete transportadora de bicheza invisível, do que uma Poxete arruinada pela água e o detergente!)
6º- MULTIBANCO (alguns dos botões que obrigatoriamente temos de carregar para efectuar as operações têm mais germes do que muitas casas de banho. E agora? não carregamos nos botões? Sopramos? Ou vamos lá com o nariz?);
5º- CARRINHOS DE SUPERMERCADO (outra que eu já suspeitava! Entre torresmos com pêlo, vassouras e material de limpeza, comida para animais e brinquedos do Noddy...deve haver de tudo um pouco naqueles carrinhos!);
4º- BEBEDOUROS PÚBLICOS (os piores são os das escolas. Lá está..outra vez os putos ranhosos! Mas também bolas, quem é que ainda bebe água em bebedouros públicos?? Comprem uma garrafa seus fuinhas!!!);
O pódio....
3º- MONTE DE ROUPA SUJA PARA SER LAVADO (basta uma peça de roupa interior suja para contaminar todas as outras. O que é que eles querem dizer com isto, "contaminar"? Ai que nervos...fazem-nos sentir mesmo uns trolls da ,montanha!);
2º- CASA DE BANHO DOS AVIÕES (esta nem comento porque eu fiz uma viagem de 14horas de Lisboa ao Rio de Janeiro, sem me levantar do banco, só para não visitar tais instalações! Como vêm, a força do pensamento tem muito poder!);
1º- LAVA-LOUÇAS (a maior parte está mais sujo do que muitas casas de banho, milhões de bactérias ficam no ralo, mesmo depois de limpo. Eu confesso que ontem não consegui deitar-me sem lavar e esfregar até quase me ver ao espelho, o meu lava-louça, especialmente o ralo (sempre com luvas!), porque nunca imaginei que fosse esta a "medalha de ouro" da bicheza! Milhões?? Eu tenho milhões de germes e bactérias e tudo quanto há no meu digno lava-louça??? Socorro!);
Conclusão: Lixívia, Alcoól e lavar muito bem e muitas vezes ao dia as mãozinhas pois é aí que a magia acontece! E espero que não sejam tão paranóicos quanto eu, que desde ontem já gastei uma boa dose de sabonete líquido do WC, lavo os utensílios uma vez a mais do que o normal, e faço contas à vida antes de tocar nas coisas em locais públicos (autocarro, shopping, etc..).
O que vale é que isto me passa depressa e se for preciso amanhã cai-me um pedacinho de pão no chão da cozinha, eu apanho, sopro, dou um beijinho, digo alto: "O que não mata engorda!" e aqui vai disto!!!!

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

"Prontos"?! Não e não!

Ok! Ok! Ok! Ganharam, prontos! Digam prontos e adoro-vos bués ninax! Opá... mas será possível? Será possível que estas pessoas ainda não repararam que a outra metade do mundo (70%) desculpem, gatos fedorentos inclusivé andam a gozar convosco? Não é gozar... é uma troça saudável, prontos! Atenção... (e isto até serve para quem tem dúvidas em termos de abordagens) meninas como meninos:
Não se diz "Prontos", não se usam cachuchos nos dedos, não se põe bonecada nos carros, não se anda a ouvir regaetton (ou lá como é que se escreve) aos gritos enquanto se olha pr'ó lado e se está com ar de "sou mesmo bom", não se diz "Boas" (a tentar imitar nuestros hermanos com o seu igualmente piroso "Buenas", mas que lá existe desde que se c*aga e aqui começou há coisa de poucos anos), não se fixa o olhar em ninguém a fazer ar de bad boy/girl, não se escreve com X no fim de toda a santa palavra, não se entra em descrições exaustivas de cada foto publicada no hi5, não se diz "tipo" de 5 em 5 segundos, não se chama "Ninah" a ninguém (nem mesmo à vossa Chinchila), não se chama Flávio ou Telma ou Fábio ou Nelson a ninguém, porque isso vai ter de ser mudado por uma alcunha qualquer que combine com a pessoa em questão: eu por exemplo, conheço uma brasa que se chama Fábio. Mudei logo para Fabrizzio! Muito mais a ver!! Imaginem que era Nélsen! É que Nélson epá.... nem se pronuncia NelsÓn é mais NelsÉn... Adiante!
Não se tratam jovens como eu por " ó minha senhora mas tá a ver, é cagente não pode fazer nada tá a ver??"; Não se anda como se tivéssemos um problema qualquer na cartilagem do joelho, que se dobra mais do que devia... Deixemos as coxices para os verdadeiros Coxos (Pips agora é que adquiri o meu piqueno T2 no inferno!), não se anda com peúga branca (esta até acho que já começaram a aprender), não se usa gel, não se deixa as orelhas por limpar e não se usam sapatões quadradões à frente, muito menos aqueles género feira, não se usam bolsas ao pescoço (são alguns São Bernardos ou quê?) e não se usam frufrus de turco no cabelo (ai disgusting!). Não andem de mãos dadas com os namoradinhos no centro comercial nem comecem aos beijos nos jantares, cafés com amigos ou cafés sem amigos. Carinhos sim, lambusices não! (ontem assisti a uma cena desta em stereo na fila do cinema UI! não disfarcei o meu enjoo óbvio!). Não se diz "vistes" nem "óvistes" nem "já jantastes?" não se escreve disses-te quando se quer dizer "disseste".
Dou aulas de (com)postura... Quem estiver interessado... 3ª e 5ª no meu umbigo!
Alívio... Ufa!

Enfeites que enfeitam o coração


Já está!
Pela primeira vez em muitos anos a minha árvore de Natal está feita desde o dia 2 de Dezembro!! Normalmente a árvore era feita lá p'ro dia 15, 20...já a tocar no limite do inaceitável. E tal como se fazia tarde, tarde se desmontava! Lembro-me de um ano em que em Fevereiro ainda lá estava o belo do Menino Jesus nas palhinhas deitado, prestes a sambar no Carnaval!!!
Este ano foi diferente: ouvi dizer que as pessoas "normais" começavam a fazer a árvore logo no início de Dezembro, e como este tem sido um ano de mudanças para mim, decidi que, pela primeira vez, o meu "Ninho" ia ter uma árvore (coisa que nunca tinha tido), e que ia ser feita logo no início do mês!
E assim foi... não podia ter passado o serão do meu dia de aniversário de melhor forma: de volta da árvore, a estrear, mais as bolinhas vermelhas e prateadas e as luzinhas que piscam feitas doidas (tudo do chinês aqui de baixo de casa, passo a publicidade!!!). Com o meu Tigas dividido entre a montagem da árvore e uma mini-fonte com luz e pedrinhas muito relaxante, tudo numa onda de feng shui ainda que eu não saiba se é melhor estar virada para norte ou para sul..(prenda da Tia Bé que eu gostei muito!!!), e a Mery a usar as bolas vermelhas e prateadas nas orelhas, (usa-se muito lá fora), e a música dos Wham a bombar no pc: "Last Christmas....I gave you my heart..but the very next day, you gave it away.." decidi e combinei comigo mesma que todos os anos, no dia do meu aniversário, o MEU Natal começaria a ser criado.
E ali está ela, mesmo ao lado da televisão, a olhar para mim, muito digna, à espera de mais uns quantos lacinhos e maçãzinhas vermelhas (que são os meus enfeites preferidos!) e que ainda não encontrei em nenhuma loja este ano! Ah! Um pormenor importante... o meu presépio: oferta de uma revista que no ano passado comprei semanalmente até conseguir todas as figuras...conclusão: é branco e de cerâmica, muito sem graça e tristonho. Pensei: vou comprar aguarelas no bendito chinês e vou pintá-lo moi même!! E se me apetecer pôr uma tanga fio dental ao Baby Jesus ponho! E uma écharpe Dolce e Gabana à Virgem Maria com padrão tigresse, e o José louro tipo David Beckham...também ponho! O presépio é meu e faço dele o que bem me apetecer...com toda a dignidade que ele merece!!!
Ok..excedi-me um bocadinho, eu sei! Mas isto de ter um Natal meu dá-me vontade de personalizar tudo ao máximo, ainda que me desvie dos padrões normais e supostos da época. Pronto..vou tentar não fazer essas judiarias às figurinhas, que até são giras tal como estão..mas não prometo nada!
E agora que olho mais uma vez para a minha árvore, constato que não é a maior da Europa, nem tão pouco da Damaia, mas sem dúvida para mim é a maior e mais bonita de todas..porque é minha e porque sim!

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Quem é que vai lá abaixo se faz favor?


Este texto deveria ser todo escrito em caps lock. tenho passado por situações cheias de ironia na minha vidite e acho que me tenho portado muito dignamente com todas elas. nunca desci à cave, nunca calcei chinelas da "da beppi" nunca rodei a baiana nem nunca parti para a ignorância. Defendo-me com a minha indiferença, com a minha frieza e às vezes nem isso resulta mas confesso que por vezes apetece-me partir a boca a toda a gente que me magoou!
Ora bolas então não é que fui traída, sim T-R-A-Í-D-A e ainda assim não lhe cuspi na cara como deveria ter feito?? E ainda se faz de coitado e adopta o papel de "ah e tal mas ela não lutou por mim e portanto havia a nao sei das quantas que ate lutou e eu precisava.." ENTÃO E EU? E ainda se dá ao luxo de ficar magoado porque entretanto apareceu alguém... OPA! Phone-ix! (Vêem? dignidade até nas asneiras...!) Esse alguém... Esse alguém que me deixou pq eu fui ouvir do outro que tinha sido traída... (lá estão as ironias...) e que depois tem atitudes brilhantes do género "sei que ainda tenho coisas tuas mas já que aqui estão vou aproveitar e usufrui-las com uma pessoa!"! Já para não falar da atitude moralista e fastiosa de falsos moralismos juvenis e valores que se sobrepõem a "mulher da nossa vida" ...Por feiver!
Ora meus meninos e meninas qualquer dia gostava que tivessem uma visita da fada dos dentes... Porque pela minha vontade já vos tinha partido o pepsodent! Até lá faço como a minha avó quando eu era pequenina: Tínhamos uma empregada; a dona Maria e quando a Vóvó estava aborrecida pedia delicadamente à Dona Maria que fosse lá abaixo e que se afastasse até quase à porta do Pingo Doce, nisto ouvia-se a Sra mais digna do bairro, do alto da varanda do segundo andar : DONA MARIAAAAAAAAAAAA ESQUECEU-SE DA CARTEIRAAAAAAAAA! E pronto! Lá vinha ela, com outra cor, mesmo de quem tinha descarregado a tensão, fechava a porta da varanda e perguntava-me: o que queres lanchar Querida?

Tenho saudades do meu peixinho Pistolas!


Ainda bem que hoje não fui trabalhar... Toda a gente me iria perguntar o que é que se passava e eu não ia ter resposta definida nem concreta... Ir-me-ia sair um "nada" nada convincente e o grupo iria desmoralizar e muito provavelmente iria ter ataques de mau feitio com as insistências acerca da minha cara. Não é que seja alma dos grupos, mas ajudo! Normalmente estou sempre na paródia (coisa que já me vem desde sempre: então não é que quando era miuda aparecia ao pé dos meus pais a comer pernas de frango que "os meus amigos" (q tinha conhecido há 20 minutos) que falavam como nas "alegendas" (vulgo estrangeiros) me tinham dado?!? ) e é por isso que quando estou nos meus dias de "bop bop" as pessoas estranham e querem saber o que se passa afinal.

Bop bop? perguntam vocês (há pelo menos duas pessoas que já sabem o que quer dizer) Bop bop é o barulho que os peixinhos fazem dentro do aquário, sabem? Quando estamos do lado de fora com o dedo mesmo ao pé do papel onde diz "não bata no vidro" e nós estamos la com o dedinho a bater. Os meus dias de bop bop são assim: eu dentro de um aquário com um aviso bem explícito em que posso fugir de quem se atravessa no vidro com o dedinho espetado... Dias em que não me apetece dar cavaco a ninguém, desligar o telemovel e sentir pena de mim mesma. Eu sei! É feio sentir pena de nós mesmos mas se há coisa que sou é sincera, principalmente comigo, e por muito feio que seja tenho dias assim em que só me lembro das minhas pequenas misérias e me lembro do que já foi e sinto as mágoas passadas como se tivessem sido ontem e revivo tudo; fico furiosa e dps vem a quase lágrima (que retraio porque não tenho nada que sentir pena de mim!) e depois lá me acalmo e depois "bop bop" penso eu quando me abordam.

"Hey sai daí que essa alga é minha!"

Parabéns a MIM!!


Sim, ontem completei 24 primaveras. Ao contrário dos outros 23 anos passados, (vá 22, que em relação ao primeiro não posso garantir com toda a certeza..), não fiz a publicidade que me é característica sobre o evento.
Sempre adorei fazer anos! Sempre senti que aquele dia era o MEU DIA. Um dia em que EU sou especial, e que tenho mais tempo de antena no Universo dos Desejos e Pedidos Secretos. Sempre esperei pelo Meu Dia, convicta de que durante essas 24 horas, tinha uma luzinha que brilhava mais forte sobre mim, como se toda a gente soubesse que era o Meu Dia, e por isso tudo era especial. Não são pensamentos lá muito crescidos, eu sei, mas era o que eu sentia, e ao contrário de muito boa gente que fica deprimida no aniversário, vai-se lá saber porquê, eu fazia questão de avisar o mundo em geral, com cerca de mês e meio de antecedência, diariamente, que dia 2 de Dezembro era o MEU DIA!
Este ano foi diferente.
Não foi melhor nem pior...apenas diferente. Em oposição à publicidade gratuita que fazia, adoptei por uma atitude bem mais discreta. Não foi consciente nem propositado, foi, tal como nos outros 23 anos, a maneira como me apeteceu vivê-lo. E fiz exactamente isso: aquilo que me apeteceu. Que é uma coisa que faz um nadita de espécie a algumas pessoas. "Como é que eu posso ter a ousadia de fazer aquilo que me apetece???"
Pois bem...lamento, mas já lá vai o tempo em que me importava muito com o que os outros esperavam e queriam de mim, e me esforçava para agradar a gregos e troianos. Aliás, escrevo este tema com a certeza de que irá ser interpretado como um pedido de desculpas por não fazer aquilo que "era suposto". MAS NÃO É!
É uma maneira de agradecer pelo óptimo dia que me proporcionaram, agradecer as prendas fantásticas que recebi, os miminhos e muitas muitas muitas mensagens e telefonemas amorosos de quem se lembrou de mim, mesmo sem publicidade, e para comunicar ao mundo que tive um dia de aniversário feliz! Na companhia de pessoas muito importantes para mim, de palavras, gestos e sorrisos cada vez mais importantes para mim, relembrando outros aniversários também muito felizes e com saudades de quem este ano não esteve lá, mas com a sensação de que não devo esperar 364 dias pelo MEU DIA, mas sim fazer mais para que esses mesmo 364 sejam igualmente especiais, cada um à sua maneira.
Sim, estou mais velha. E sim, sinto-me mais crescida e diferente. E sim outra vez, sinto-me bem por isso. Parabéns a Mim que com mais um aninho sinto-me uma pessoa melhor.

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Lojas, Luzes, Olé e Nós...dignas!


Vestimo-nos à New Yorquer style com nossas botas de pêlo e pompons, uma de camisola de gola alta e colete, outra de boina e sobretudo...e fomos p'ra rua.
Andamos por Lisboa, imaginando uma futura viagem a Nova Yorque, nesta época de preferência, sonho que tenho desde sempre!! Almoço na Av. de Roma, no famoso Frutalmeidas do qual fiquei fã! Quem não fica..? E de barriguinha já cheia, lá vão elas, frescas e fofas, rumo à Baixa para passeio moedor de calorias em excesso, ao mesmo tempo que vemos as luzinhas que teimavam em não acender.
Paragem obrigatória nas lojas do costume, comentários de gaja às novas tendências envolvidos de queixas pela condição económica de cada uma e da injustiça que é não nos sair o euromilhões, ainda que não joguemos! E vislumbre de Joaquin Cortez, o bailarino espanhol, ali à nossa frente, um pedaço de homem que é bem melhor ao vivo do que em revistas ou tv.. Olé!
Corremos a Baixa de uma ponta à outra e só arredamos pé quando as luzes finalmente acenderam... "AHHHH...Mas que Digno!" dizem elas, pela milionésima oitava vez naquela hora!! Metro outra vez, trânsito, e Vasco da Gama. Espera interminável de tanta fome pela Pê, que chega desorientada e com ar de quem tem umas horas de sono em atraso..e três belos bifes com molho à Portugália! Conversa de tudo e mais alguma coisa, novidades e queixas postas em dia, e barriguinha cheia outra vez!
Paragem numa loja com direito a conversa pouco digna com a gerente completamente genérica...mas tudo acabou em bem e levamos a nossa adiante! Também, com duas refilonas de alto calibre como a Fifs e a Pê juntas...Deus me livre! E eu a cheirar velas enquanto elas pediam o livro de reclamações...
Mortas de sono, fartas de lojas e luzes e a desejar cada uma o seu espaço, despedimo-nos e seguimos caminho para os respectivos aconchegos.
Soube bem...tão bem...passear pelas ruas, sem frio nenhum, respirar ar (pouco puro..mas ainda assim é ar!), ver tanta gente a fazer o mesmo que nós, passear, e ter noção de que cada uma delas tem uma vida diferente, repleta de estórias, preocupações, alegrias, aventuras mais ou menos interessantes para contar. Olhar para um Homem-Estátua (que desde sempre tive medo e não gosto), e pensar o que levará aquele Homem a estar ali? Parado...estátua! Horas a fio!; Ver tanta gente a pedir, sentados em cada esquina a cantar, tocar, ou simplesmente de mão esticada a pedir; Grupos de turistas, a maioria japoneses, cada um com a sua máquina fotográfica de modelo mais avançado do que o anterior, a disparar flashes para todos os lados; Gente parva e genérica que vai contra nós e não pede desculpa porque nem dá conta de tão embrenhada que vai nos seus pensamentos;
E nós duas: Pips e Fifs, a desfrutar da companhia uma da outra, praticamente sem 20 segundos de silêncio porque estamos constantemente a falar sobre tudo ou quanto mais não seja a imitir sons!! Mas certamente cada uma embrenhada nos seus pensamentos e a experienciar o momento à sua maneira. Gostei, muito, e começo a sentir em mim a nascer uma costela alfacinha que desconhecia e da qual estou a gostar. O que durante tanto tempo rejeitei, revela-se agora bom de conhecer... Primeiro estranha-se, depois entranha-se..será?

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Frio e frio e frio...e ainda brrrrr.....de tanto frio!


Não sei explicar! Não tenho adjectivos para qualificar o frio que eu e o Tigas passamos este fim de semana, ou melhor, pouco mais de 24 horas, lá pros lados da minha serra.
Andava eu aqui pelas Lísbias encolhida, armada em xoxa, meia volta ligava o termoventilador para dar outro ambiente à casinha...isto de t-shirt e casaco, e quando muito uma mantinha na hora do sofá!
Abro a porta da Ramona, acabada de estacionar à frente de casa...e ia-me dando uma coisa má! Um vento daqueles que já nem me lembrava que corta as bochechinhas todas de tão gelado que é...em que as mãos gelam em segundos e o corpo parece que nem obedece porque o Tico e o Teco ficaram congelados numa espécie de "Idade do Gelo" em segundos...
Conclusão: para quem é fã do Inverno como eu, (ao contrário da maioria que adora e desespera pelo Verão), sentir este friozinho a subir pela espinha, vestir casaco sobre casaco, andar pela casa com o termoventilador atrás, qual animalzinho de estimação fiel e leal, dormir de pijama de turco e com mil camadas de roupa, desfrutar de uma boa lareira (imprescindível numa futura casa!), beber chocolate quente, ver a chuva e o vento lá fora quando se está quentinho dentro de casa, passear pela serra coberta de neve a ouvir um bom cd no carro...são daquelas coisas que fazem desta a minha estação preferida do Ano!
E só agora, que senti todas estas coisas neste fim de semana, é que sinto que estou finalmente no Inverno! Até aqui era uma coisa estranha que confesso já me andava a aborrecer! Mas agora sim...sinto-me finalmente "Invernosa", o que, tratando-se de mim...é bom! Sou mesmo ao contrário do resto do mundo, não sou??

Por que no se callan?!?!


É o que me apetece dizer a muito boa gente que, quais Hugo Chávez, falam...por falar...e não se calam!! Que de cada vez que têm a oportunidade de ficar menos mal na fotografia, acabam por falar demais, por palavras e gestos que lhes ficam tão mal...ou pior: falam como se não houvesse amanhã, de terceiros, apenas e só quando estes não estão presentes e não se podem defender de acusações e especulações sem fundamento, e que só demonstram um grande vazio e frustração nas próprias vidas, porque de outro modo não perderiam tanto tempo e esforço a falar da vida alheia...
É um hábito cultural, enraízado na nossa sociedade, que acontece em qualquer grupo mais ou menos urbano...acaba por acontecer, é inevitável e não há nada a fazer quanto isso. Enquanto se fala dos "podres" dos outros...não se falam dos nossos... tá certo.
Mas chega uma altura em que já parece mal, bolas! E só dá mesmo vontade de dar um murro na mesa e gritar a plenos pulmões: "Por que no se callan??"
AH! Já sei porque ainda não o fiz...porque só falam de mim quando não estou lá...BOLAS!

domingo, 25 de novembro de 2007

Comichões


Não sou comichosa, não sou enjoadinha mas também não sou Sonsi... Há coisas que me tiram do sério, pequenas acções humanas que me irritam os pelos do buço (os que não tenho ÓBVIO)... E não consigo esconder que aquele gesto me irrita solenemente conheça a pessoa em questão ou não... qualquer dia apanho alguma com pelo na venta e levo um soco mas também para cenas insólitas na minha vidita... Tell me news!
Assim aqui vai um cheirinho do que me irrita (atenção não é nenhum aviso mas já agora se a carapuça vos serve e se não gostam de olhos castanhos indiscretos em cima da vossa pessoa ou uma boca torta evitem!) :
Comer de boca aberta - Ora bolas, não custa nada fechar a boca pois não? Temos mesmo de ver o bolo alimentar alheio?
Mascar pastilha de boca aberta - D* deves ter algum problema com bocas abertas (pensam vcs)... Sempre ouvi dizer que em boca fechada não entra mosca!
Por a faca na boca, comer como se lhe fossem tirar o prato, não limpar a boca - ... Lol Agora se de repente cessarem os convites para qualquer programa que envolva talheres já sei porquê... Sou uma Estaline à mesa!
Contar o filme no cinema - como se eu estivesse muito interessada nas teorias da conspiração do Sr. Joaquim do lado sobre o que vai acontecer - Cale-se homem!Pior os que dizem "Não vás por aí - hmmm ela não te está a ouvir!
Atirar lixo para o chão descaradamente sem pingo de vergonha ou remorso ou sequer sem tentar esconder; apanho sempre e vou lá perguntar "desculpe deixou cair?"
Que mandem o fumo do tabaco pra cima de mim com todo o descaramento.
Que tragam a conta sem ser pedida - Dá-me logo vontade de sair sem pagar
Que me tratem por tu sem me conhecerem de parte nenhuma- Reposta imedata" Andámos juntos na costura? Não me lembro de ti na aula de bilros"
Falar muito alto - Não suporto... O Tico e o Teco ficam desorientados, vieram de uma aldeia pacata concerteza porque deixo de conseguir raciocinar.
Gente que não me deixa passar no trânsito só porque não - mesmo que o motivo seja um camião Tir avariado à minha frente e não tenho como passar.
Gente que é indelicada para com os empregados das lojas - Ouça lá ó sua besta é preciso falar assim? (nunca disse mas ninguém me tira as minhas bocas perceptíveis do género "TRAGAM O ALKA SELTZER que há azia na caixa 20".
Ter coisas na boca e depois entregarem-mas - Ex: Documentos ou papéis. Seriously??
Que não reciclem - Não custa nada caraças!
Entrar nos sítios e ficar tudo a olhar - "Devo ser mesmo gira" ou "Pips tenho algum macaco a dançar can-can?"
Que enquanto estão a falar comigo me estejam sempre a tocar - Ok. Eu até posso abstrair-me das conversas em poucos segundos mas o facto de me estares sempre a bater com a mão no meu braço só me vai concentrar para isso mesmo por isso Stop It!
Que parem do lado esquerdo das escadas rolantes - Isso em Londres dá direito a empurrão e um pontapézinho vá.
Que cuspam pró chão - Epá que nojo. Não há lenços em casa?
Que dêem beijos babados - Blargh. Se calhar até sou um bocado nojinhos mas eu não lambuzo ninguém, dou os meus beijinhos meio no ar e vou à minha vida! Não precisamos que a baba nos una pois não?
O cair desde há anos indefinidos no "Nhecks" do meu irmão... - o verdadeiro Sensei dos Nhecks do nosso país - Todos caem! Todos! E quando ele se cala a meio da conversa e diz "É melhor não dezeer naaada as paredes têm ouvidoss" com a voz do Durão Barroso...
E pronto é só! Vendo bem até tenho muito bom feitio! Não acham?

sábado, 24 de novembro de 2007

Rehab


Ontem custou-me...Quer dizer eu já sabia ou melhor fui sabendo, digamos que fui sendo traída aos bocadinhos mas ontem confirmou-se: "Houve um beijo."
Não é que faça grande diferença, se houve ou não um beijo na semana antes de se ter terminado o namoro ou se foi no minuto a seguir mas houve(aliás já houve um milhão de coisas depois disso lol). E a unica coisa que me surgiu no pensamento foi "O que estaria eu a fazer? Será que estava a beber café, a estudar, a olhar indefinidamente para o telemovel a ver se ele me telefona, na choradeira, a apanhar o autocarro, a sair do aeroporto? Triste ou a rir? Ou a contar uma piadola para esquecer o mau momento que estava a passar?" Caneco porque é que só pensava nisto; Porque é que importava tanto o que é q eu estava a fazer no dia X? Porque me senti idiota... Pequenina, porque o coração dele acelerou e não foi por mim... E eu não soube, aliás vim a saber meses mais tarde...
Já está ultrapassado, nem sei porque raio me fez tanta confusão porque já sabia da mentira e que a razão de termos terminado era outra pessoa. Já sabia e sei bem o que quero e sei bem que não volto atrás. O que me incomoda mais é constatar que muitas vezes as pessoas não têm consciência que a mais pequena acção delas pode ter um impacto enorme na vida de terceiros.
A mim... Depois de tudo o que passei e de estar totalmente firme na minha decisão constatei que estou magoada, que o ter havido um beijo ou um abraço não muda nada antes ou depois de dia 21 e que no exacto momento em que decidi abrir o meu coração de novo sem ligar a medos e recalcamentos (que felizmente não os tenho) e imediatamente se esborrachou. A minha amiga Inês diz sempre "Não sabes que depois de namoros longos e sérios vem sempre um da reabilitação?" Mas eu acreditava que era daquela, que valia a pena enxotar mágoas passadas e viver em pleno. Era Verão, a vida corria-me lindamente.
Agora... É quase Inverno, está frio e o Natal está à porta... estou numa reabilitação sem vontade, ou se calhar é só de hoje, que a Pips não está cá e resisti a todas as guloseimas que se atravessaram. "They tried to make me go to rehab and I say No No No"

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

O que é que querem mais? Calço o 37 e não suporto favas!


A pedido de muitas famílias ca vai o questionário!

- Olhos: Castanhos
- Cabelos: Castanho (sou mesmo uma sensação!)
- Ascendência: Pai e Mãe
- Signo: Caranguejo com ascendente em Leão!UI!
- Sapatos que estou a usar: Querem mesmo falar de sapatos avec moi? Tenho proximo de 50 pares e mai nao digo! Chinelos dos ursinhos pois conceteza!
- Fraquezas: Coração mole e pouca capacidade para esconder sentimentos.
- Medos: Baratas! Ridículo eu sei mas fujo a 7 pés como se fossem o Godzilla e ate ja fui dormir com o meu irmão porque vi uma quando estávamos a chegar a casa... Medo de ficar sozinha...
- Objectivo que gostaria de alcançar: Agora era uma casinha piquena so para mim.
- Frase que mais uso no MSN: “Ébazukétutazafazere?” “God Save us” e “lol”
- Melhor parte do corpo: As mãos!
- Coca-Cola ou Pepsi: Coca-cola straight. Não é ca aquelas mariquices do cola zero, light,sem cafeína e ó camandro!
- MacDonald's ou Bob's: Bobs? Se eu soubesse o que era Bobs... Mac não... fico a arrotar eternamente às batatas e às molhangas. Restaurante preferido: Bica do Sapato
- Café ou Capuccino: Café “não muito cheio” porque se peço curto vem uma unha de cafe) Pips tás-te a armar? Café ou capuccino: Chá? Não, não tas a entender: Café ou capuccino? Amêndoa amarga! Por feiver...
- Fumas: Não! Mas levo com o fumo dos outros...
- Palavrões: Quando aleijo os pés nos moveis e quando tou enervada vai uma ou outra asneirita (mas nunca digo caral...)
- Perfume: 8 Quê? Tenho de dizer todos? DKNY é um dos meus favoritos.
- Canta: Se canto e quando canto danço necessariamente e tenho musicas minhas “Ó inha rica coisinha tu és tão fififi óióai tu és muita canininhaaaa” ! Eu e a minha Pips também fazemos traduções “Isso não me impressiona, podes ser o Brad Pitt...”
- Toma banho todos os dias: Mas que raio de pergunta íntima é esta? Óbvio que sim... Blargh so de pensar que pode haver quem diga que não...
- Gostava da escola: Sim, quando não tinha de fazer orais...
- Acredita em si mesmo: Acredito! Na minha alegria de viver principalmente!
- Tem fixação pela saúde: Não. A minha fixação mais recente é a dieta do esterno!
- Dá-se bem com os seus pais: Lindamente!
- Gosta de tempestades? De trovoadas!

No último mês...
- Bebeu álcool: Sim... Pera... sim!
- Fumou: Não.
- Fez compras: Tou feita uma pobretanas este mês, mas sim comprei um vestido preto!- Comeu um pacote inteiro de bolachas: Mas de uma só vez ou em vários dias? De uma só vez não! Mas todos os dias como bolachas ou uma treta qualquer que arruína o plano do esterno à vista!Tudo somadinha são varios pacotes
- Sushi: Ainda nao provei mas vamos neste fim do mês ouvi dizer.
- Chorou: News?Quem naaa!
- Fez biscoitos caseiros: Não mas fiz crepes que ficaram uma bela bosta!
- Pintou o cabelo: Não.
- Roubou: Mas quando? No ultimo mês ou durante a vida? Este mês ainda não roubei...Ta fraco. - Nº de filhos: Zero
- Como quer morrer: Não respondo a perguntas idiotas...
- Piercings: Não...
- Tatuagens: Está a ser estudada.
- Quantas vezes o meu nome apareceu no jornal:Ora bem, uma vez mas na cara errada, ou seja os tonis da TVI quando me entrevistaram puseram a minha entrevista com outro nome qualquer e quando entrevistaram outra puseram o meu belo nome.
- Cicatrizes:Tenho o umbigo...
- Do que se arrepende de ter feito: Não sou muito de me arrepender. Gostava de ter dado mais ouvidos à minha mãe em certas ocasiões.
- Cor favorita: Branco e amarelo!- Disciplina favorita na escola: História. Na fac: Processo Penal!Um professor óptimo!
- Um lugar onde nunca esteve e gostaria de estar: Nova Iorque...
- Matutino ou Nocturno: Matutino
- O que tenho nos bolsos: Não tenho bolsos de momento.
- Em 10 anos imagino-me: Com filhos(dois gémeos rapazes e uma menina) e um golden retriever e um Mcdreamy qualquer. Feliz!

Sobre mim...


Recebi este inquérito por mail..resolvi responder e colar aqui.
Quem me conhece por favor confirme o meu grau de honestidade para comigo mesma!
Bem-haja!

- Olhos: Castanhos "achinezados".
- Cabelos: Castanho natural (finalmente!).
- Ascendência: Serrana!
- Signo: Sagitário com ascendente em Gémeos (grrr!)
- Sapatos que estou a usar: Pantufinhas quentinhas e cor de rosa!
- Fraquezas: Preguiça; coração de manteiga; lamechas; lágrima fácil.
- Medos: De não vencer os medos.
- Objectivo que gostaria de alcançar: Acabar o curso, tirar a carta, começar a trabalhar...já, já, já!
- Frase que mais uso no MSN: "Ai qui carai!"
- Melhor parte do corpo: O coração.
- Coca-Cola ou Pepsi: Coca-cola!
- MacDonald's ou Bob's: Aprendi a cozinhar e descobri que tenho jeito e gosto, agora prefiro a minha comidinha a qualquer tipo de fast food.
- Café ou Capuccino: Chá.
- Fumas: NÂO!
- Palavrões: Quando me aleijo ou jogo puzzle bubble!!
- Perfume: Em fase de escolha transição..cada perfume representa uma fase da minha vida.
- Canta: E não é pouco!
- Toma banho todos os dias: Retórica..
- Gostava da escola: Sim!! Até à faculdade....
- Acredita em si mesmo: Devia acreditar mais.
- Tem fixação pela saúde: Não..antes pelo contrário.
- Dá-se bem com os seus pais: Em fase ascendente.
- Gosta de tempestades: Gosto, quando estou em casa, quentinha, a assistir colada à janela!

No último mês...
- Bebeu álcool: Não.
- Fumou: NÂO!
- Fez compras: Sim..sobretudo para o meu Ninho!
- Comeu um pacote inteiro de bolachas: Bolachas não..mas Tranças de chocolate...mas também não foi sozinha, felizmente tenho sempre companhia!
- Sushi: Nunca experimentei...acho que não vou gostar!
- Chorou: Muito...
- Fez biscoitos caseiros: Não, mas agora que falam nisso..fiquei com vontade!
- Pintou o cabelo: Não, bolas! Agora sou morena natural!
- Roubou: Gargalhadas à Fifs quando imito o shôr Zé Manel..Ronc!
- Nº de filhos: Só as plantinhas da casa que são os nossos bébés, não é Tigas?!
- Como quer morrer: Não quero morrer.
- Piercings: Já me deu para isso há uns anos, agora não gosto.
- Tatuagens: Também não.
- Quantas vezes o meu nome apareceu no jornal: Já apareceu.
- Cicatrizes: Só na alma.
- Do que se arrepende de ter feito: Do que ficou por fazer.
- Cor favorita: Enjoei o rosa...agora sou mais arco-íris.
- Disciplina favorita na escola: Aquela entre as horas em que estava fechada numa sala, sentadinha e com muita atenção...
- Um lugar onde nunca esteve e gostaria de estar: No lugar de quem me julga sem conhecimento de causa.
- Matutino ou Nocturno: Nocturno.
- O que tenho nos bolsos: Rebuçado Floco de Neve dado pela Pê!
- Em 10 anos imagino-me: Orgulhosa de mim mesma pelas vitórias alcançadas nos últimos 10 anos e Feliz.

Chorar


Acto de por vezes parecer ridícula em que o nariz e os olhos ficam vermelhos , a pessoa fungosa e as lágrimas rolam cara abaixo.
Porque se chora (eu mais concretamente):
Porque não raras vezes descasco cebola;
Porque quando se tá com o TPM (é suposto não ter nada para vestir, estar gorda/inchada com borbulhas e sozinha vulgo ser a pessoa mais miserável do mundo), dadas as condições é a unica forma de descomprimir;
Porque dá um filme daqueles em que ele diz "I like you just the way you are" e é a utopia (loucura desculpem!) total;
Porque temos a mania de andar descalças e batemos com o dedo mindinho do pé contra os pés dos móveis e la vem a lagrimita e o #!&!!**-se!
Porque uma amiga também está a chorar e enquanto se vai buscar o lenço entra-nos qq coisa pro olho e mostramo-nos solidárias;
Porque a nossa mãe já nos conhece e ainda que tentemos disfarçar quando ela pergunta "o que é que tens?" e nós respondemos "nada" e ela pergunta de novo e "Buaaaaaaaaaaaaaaaaaa"
Porque ele não disse aquilo que queríamos, e tava vento e apanhámos chuva no cabelo que ficou acachapado e porque não havia o vestido/camisola/top/brincos que estávamos MESMO a precisar;
Porque de vez em quando estamos tristes e a vida não corre bem porque insistem em chatear-nos (o mundo!);
Porque somos miúdas e miúdas choram de alegria ou de tristeza, na saúde ou na doença (AH Não! Isso é outro texto!!) porque alivia a alma e porque tem graça ser-se de carne e osso às vezes e principalmente porque depois da choradeira vai haver qualquer coisa que nos vai fazer sentir melhores e tornarmo-nos SUPER... Outra vez...! (Ainda que o mindinho teime em doer...)

Porque eu mereço!

Há dias assim... onde o ar parece mais leve de respirar, onde tudo custa um bocadinho menos, em que sorrio só porque sim, onde a imensidão do Universo não é claustrofóbica mas expansiva, e onde a "galinha do vizinho NÃO é sempre melhor que a minha", e um sentimento de gratidão por tudo o que tenho é superior ao da tristeza por tudo o que me falta.
Velas de morgango e Djavan a tocar em repeat... GOSTO TAAANTO!!!! E ouço, e ouço, e ouço...e quanto mais ouço melhor me sinto. Acho que encontrei um dos meus "desbloqueadores" de pensamentos e sentimentos negativos, como aconselhavam no livro "O Segredo" (ainda tenho de fazer um post sobre este livro). Esta música é sem dúvida um dos meus desbloqueadores...faz-me bem e eu gosto e vou continuar a ouvir até enjoar!!!
"SE"- Djavan.

Amigas, p'ra que vos quero!


Um fim de tarde e serão bem passados:
Na companhia da minha Fifs, campeonato de puzzle bubble, seguido de lanche, seguido de visionamento de fotos e grandes gargalhadas pela nostalgia (ou não!) da minha infância bem comportada e raquítica adolescência, seguida de forte pancada na cabeça pela queda de um espelho mesmo no alto da pinha que me fez aqui um belo galaró que por certo esta noite cantará a plenos pulmões...seguido de conversa profunda e séria de sofá.
Chegada à hora do jantar, junta-se mais uma à festa, a Pê, que com as suas histórias hilariantes e bem dispostas nos faz mudar de "vibe" em minutos e tecer vastas teorias, já bem conhecidas, sobre o sexo oposto!
Jantarzinho agradável, com direito a sobremesa (bolo de brigadeiro!) e mais conversa em amena cavaqueira. Uma vai-se embora porque se levanta ainda de madrugada...e a outra fica para mais um bocadinho de conversa profunda e séria de sofá.
Moral da história: O dia pode estar feio e cinzento, pode chover e estar um frio desgraçado lá fora. Há trânsito e pouca vontade de encarar os mal encarados com que nos cruzamos em cada esquina, e não há paxorra para gente mal resolvida, à toa, e chatos que nem melgas! Mas quando se tem Amigas que nos fazem sentir bem, em poucos minutos, nos dão colo e carinho, coragem e miminho, nos fazem o jantar e depois lavam a loiça, nos ouvem e aconselham, e ainda mandam mensagens quando chegam a casa e dizem que gostam de nós... o balanço do dia é bem bom!
Gracias, minhas chicas guapas!

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

O Amor não tira férias...


Filme absolutamente fantástico que me fez ganhar o dia... Levantei-me de madrugada e estava desejante de vir pra casa, tirar collants, saltos altos e o lenço que me obrigam a usar... A maquilhagem e o cabelo inamovível!
PIJAMA, chuva e mantinha! Hmmmm. E o Jude Law (quem disser que não é uma brasa por favor deixe nome e morada para envio urgente de óculos graduados!)
Mas o amor tira ou não tira férias? Eu acho que não... Mas o meu coração tirou!
Ai Jude... não queres vir passar umas férias e Natal a Portugal? Temos a maior árvore de natal da Europa hum? Law... Até o apelido me cai que nem uma luva...

domingo, 18 de novembro de 2007

Mudanças (parte 2)


E a saga continua: tarde de sábado passada no Ikea, o que demonstra mesmo muita vontade, paciência e sobretudo coragem para enfrentar um espaço comercial, ao fim de semana, em contagem decrescente para a época natalícia, a abarrotar de gente e de coisas giras!! Mas eu já acordei com ela fisgada e não descansei enquanto não recrutei companhia à altura do acontecimento: Fifs, Tigas e sua querida Mãe. Todos bem dispostos e cheios de vontade de ver tudo, mexer em tudo, bisbilhotar cada cm dos quartos, salas e cozinhas modelo que nos fazem sonhar e suspirar e querer fazer tal e qual como as ideias que eles nos dão...mas quando chegamos às nossas casas e queremos pôr em prática, nunca sai igual!!!
Adiante...comprei (dentro do orçamento previsto), coisinhas que me encheram as medidas, e sobretudo as medidas da sala que finalmente já tem os cortinados por que tanto ansiei!!! Vermelho foi a côr de eleição. A minha sala tinha que ter tons quentes, vivos e fortes...nada melhor do que um vermelho, transbordante de vida e agitação para preencher o cenário! Velinhas e mais velinhas de morango, um espelho grande onde me possa ver por inteiro e não às prestações, e um mini makeover no WC que passou de verde extraterrestre para tons azuis bem mais discretos e dignos de um WC de nível!
Escusado será dizer que o domingo foi passado a cuidar do ninho ao detalhe...pôr os cortinados (graças à paciência e dedicação do pai do Tigas e da sua mega caixa de ferramentas!), pendurar o espelho, decorar tudo à minha maneira...e no final simular um "Querido Mudei a Casa", com direito a venda nos olhos e música do Michael Bublé!!
Da sala passei para o quarto e dediquei-me a uma tarefa que há muito adiava: arrumar o armário, as gavetas da cómoda, e o móvel da TV. Muito mais chato e aborrecido do que dar palpites de decoração e bricolage, mas algo que já se impunha...organização! Levou umas boas duas horas...mas ficou um brinco! Roupa, acessórios e calçado organizado devidamente, e os dvd's, cd's e afins também em ordem.
Quando acabei sentei-me no sofá uns 15 minutos, em silêncio, a descansar...e com um sorriso nos lábios. Tarefa cumprida! Estou a adorar cuidar do meu "Ninho", dedicar-me a ele, e fazer de tudo para me sentir cada vez melhor aqui e torná-lo num Lar. Uma casa, todos temos...mas fazer dela um Lar, à nossa medida e gosto, onde nos sintamos verdadeiramente bem e seguros, sentir que pertencemos ali, que é nosso e que mesmo que o mundo lá fora seja feio, sujo e frio, temos um refúgio para onde ir ao fim do dia que é lindo, limpinho e cheiroso e aconchegante...não é fácil de conseguir assim à primeira! Mas vou conseguindo... com a ajuda de quem limpa e esfrega comigo e quem escolhe e decora ao meu lado, (Tigas meu incansável braço direito!), a ajuda de quem me oferece pegas lindas para o forno e me ajuda a estipular prioridades, (Fifs minha Amiga, Companheira e Palhaça!), com a ajuda de quem pendura os cortinados e espelhos e ajuda a escolher as cores e feitios (Pai e Mãe do Tigas)...com a ajuda de quem gosta de mim e me faz muito feliz com estes gestos de amor!
Um fim de semana em cheio, com as mudanças a processarem-se no seu devido ritmo e sobretudo com a consciência de que já era altura de mudar, de me empenhar mais...de crescer! P.S- Tias-Amigas que eu sei que me lêem, nem se atrevam a vir a Lisboa e não me ligar para bebermos um cházinho aqui em casa!!! Fico à espera!!!

sábado, 17 de novembro de 2007

Amigas, Velas e ai ai ai


Hoje acordei cedo porque por acaso não sou pessoa de dormir muito e muitas horas seguidas; Se Deus me deu olhos grandes não é para estar com eles fechados concerteza! Estava um dia cinzento, daqueles em que apetece voltar para a cama e dizer "emigrei para um país de sol e alegria, por favor volte mais tarde". Mas... lá me levantei! Pequeno-almoço com a Mommy e liguei o pc. Vanessa da Mata pensei... Gosto da onda dela. E descobri o Ai Ai Ai "Se você quiser eu vou txi dar um amor desses dxi cinema, não vai faltar carinho plano ou assunto ao longo do dxia..." com uma batida contagiante que so te faz amar a vida! E dancei e descobri outras musicas e equipei-me para os meus treinos de ténis... E fui cheia de vontade, sem me queixar do frio, nem dos pipis de elástico nem de nada. Fui com Tchunanananã!Ná Nã Nã! Ná Nã Nã! Ná Nã Nã na cabeça e com o ritmo no corpo. O dia seguiu a musica passou mais umas 400 vezes no meu piqueno "poler" como lhe chama o meu Querido Amigo Gui! Comprei uma vela de pera, um tapete maravilha e umas trancinhas de chocolate para a minha dieta dos "ossos do externo à mostra", na companhia da minha Fifias e do seu Tigs mais a simpatia da mãe.
E foi BOM! Senti-me feliz não só por conseguir alegrar-me com coisas pequenas da vida (velas, canções de amor, luzes de Natal) mas principalmente pelas minhas amigas! Que me amparam cada uma de sua maneira, que me arregalam os olhos, que me ouvem e me dizem que compreendem. Que me protegem e me dão kleenexes, que me acompanham e me ligam. Que querem saber, que se riem comigo e de mim, que apreciam a minha alegria de viver e a minha forma de lidar com os "dramas" da vida e que me acompanham na dança do Tchunanananã!Ná Nã Nã! Ná Nã Nã! Ná Nã Nã!
A todas a elas... Dedico este post
"Aonde o vento é brisa
Onde não haja quem possa
Com a nossa felicidade
Vamos brindar à vida meu bem!"

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Pipis de elástico


Assim que percebi a diferença entre meninos e meninas, foi como apelidei o que nos separa, do alto da minha sabichice dos dois anos e tal. Vi o meu pai saído do banho, olhei pra minha fralda, olhei pra ele e voltei a mirar a fralda de pano e alfinete azul de ama (mesmo à antiga) e fui dizer à minha mãe de chucha azul (que só larguei aos 5 anos) :"Sabes mãe? O pai tem um pipi de elástico..." Segundo consta esta é uma pequena pérola das minha analogias. As mais apreciadas segundo contam, vão desde os bolos com pomada, aos ratos de animal, aos gónás, às tutis e os tinis... Tudo palavras que um dia vos traduzirei com mais pormenor.
O que me traz aqui são efectivamente os pipis de elástico, não a figura em si propriamente dita, um blog tão feminino não se coadunaria com uma imagem que de belo e de feminino tem muito pouco... Mas com o que representam... Os ditos pipis de elástico fazem os pipis (normais) sofrer... São também conhecidos no meu meio por Sacripantas, Sacanas, Cafagestes ou simplesmente TONIS DA BEIRA (expressão que agradeço desde já à minha Amiga Rebeca): Homens va... Hoje tive um episodio engraçado... Hoje! Pfff... De há uns meses para cá tenho tido episódios engraçadíssimos de uma lata verdadeiramente estonteante (aviso que se estiveram em tpm é melhor não quererem saber) mas o de hoje é simplesmente hilariante.... E o de ontem também foi! Adiante se vos apetece rir um bocado liguem-me que vos conto! Os pipis de elástico, pelo menos os que tenho apanhado têm-se revelado com muita muita falta de carácter, sem saberem o seu canto e o lugar onde pertencem, têm em regra pouca coragem, preferem que a situação chegue a ponto incomportável de te fazer arrancar os cabelos do que tomar algum tipo de atitude. Arrependem-se das decisões que é uma coisa parva e ainda se dão ao luxo de ter atitudes infantilóides e de despeito completo... E pior que tudo isto, com tanta idiotice chapada fazem-me sofrer, chorar e ligar para as amigas, fazem-me querer perder as estribeiras, calçar a chinela, rodar a baiana e distribuir ofensas corporais como se não houvesse amanhã!
Mas o melhor é que o amanhã existe e num amanhã breve vou deixar de me importar... Torno-me uma verdadeira Ice Queen quando já não me importo, de uma frieza que me faz impressão a mim (que sou a Pick me!! para a choradeira!) e quando não quero saber não há elástico que me traga de volta...
P.S. Bom Filme!

Toques que tocam no fundo...


Estava na sala e o meu coração parou. Um toque tão conhecido, tão familiar, tão próximo...e que há tanto tempo não ouvia. Fiquei gelada. Não sei o que pensei de tanta coisa que me passou pela cabeça! Voltei a mim de repente e lembrei-me que tinha o telemóvel no quarto. O mesmo telemóvel, com o mesmo toque. O número agora é diferente, até a rede é diferente, e a dona também é outra (agora sou eu!)...mas o telemóvel é o mesmo, e o toque é o mesmo, as fotos por ele tiradas estão lá, assim como os números da agenda e as ultimas mensagens recebidas...é tudo, e ainda, o mesmo.
No ecrãn um nome conhecido. Do outro lado uma voz Amiga. E o meu coração voltou a aquecer e o sangue a circular. O telefonema era mesmo para mim, mas quem me ligava não sonhava para que aparelho estava a ligar, nem que era a primeira vez que ele tocava desde há algum tempo. O mesmo aparelho que tantos toques diariamente lhe deu e que entretanto se calou.
Não sei se mudo de toque ou se me habituo ao que estava e está. Logo vejo...
Entretanto espero que o telemóvel continue a tocar, e que do outro lado estejam sempre vozes amigas, que tantas vezes ligaram para aquele aparelho, para me fazer sorrir como hoje.
Obrigada...

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Quem sou eu?


Típico de quem tem obrigações e deveres a cumprir e por isso arranja mil e uma coisas com que se entreter para não fazer o que de facto devia, pus-me a fazer uma série de testes de personalidade e de identificação com assuntos do quotidiano, com o objectivo de perceber que tipo de pessoa sou... (ou que eles acham que sou!)... aqui vai alguns dos resultados e respectivos comentários da minha parte...
-Se eu fosse uma música romântica seria: "Tudo o que eu te dou" de Pedro Abrunhosa; "Para si uma relação só se faz com uma grande dose de reciprocidade e entrega. Quando embarca numa vida a dois sente-se motivado e preparado para sobreviver à vidinha do quotidiano." (Até aqui...tudo bem!)
-Se eu fosse um sabor de gelado seria: Limão; "Você faz para que mereçam a sua confiança. Por isso, é azedo para quem não o conhece, mas muito doce para os outros. Refrescante e boa onda, é também alguém capaz de uma frieza que alguns acham assustadora." (Limão?!? Eu?!? Não acho nada! Sou muito mais Chocolate e Morango! Os dois juntos! Não sou nada azeda nem capaz de friezas assustadoras!! Sou um docinho e completamente lamechas...aqui foi tudo ao lado! Excepto a parte da boa onda, como é óbvio!)
-Qual é a probabilidade de eu ficar milionária?: "Você vai ser milionário daqui a 10 anos. É um plano a longo médio prazo, mas você ainda vai poder ter dinheiro para várias vivendas cobertas a azulejos e com nomes bonitos como “Sonho De Nós Dois”. Por agora tem de ser poupadinho, mas a vida de esbanjador vem a caminho." (Meus caros, mas nem que venha a ter a fortuna do Bil Gates toda ela ao meu dispor...Vivendas cobertas de azulejos com nomes estilo "Sonho de Nós Dois", é coisa que não vai acontecer!! Não mesmo!!!).
-Se eu fosse uma música do José Cid seria: "Cai Neve Em Nova Iorque; você é daquelas pessoas com uma sensação constante de que falta sempre alguma peça no puzzle…. Inconformado com a vida e com as voltas que ela dá, gosta do seu espaço e preza manter-se isolado." (Esta também não está má. Sim senhor, até concordo...mas no que toca ao Sr. José Cid, esse marco da música portuguesa, gosto muito mais do "Vem, viver a vida amor...que o tempo que passou..não volta, não!")
- Se fosse uma personagem do "Sexo e a Cidade" seria: "Carrie: Você até é muito descontraída e divertida, mas no que diz respeito às relações gosta de sentir compromisso e seriedade. Ainda pensa muito no passado e isso impede-a de andar para a frente. É inteligente mas deixa-se levar pelo coração. " (Ok. Esta não é novidade!)
- Se fosse uma selecção de futebol presente no Mundial seria: "Selecção do Brasil; Você o chamado show de bola. Para si ganhar não é suficiente. É indispensável fazê-lo com arte. Gosta de ser o centro das atenções e de impressionar tudo e todos com as suas habilidades. Vive a vida descontraidamente e nunca faz drama, mesmo que surja uma situação mais delicada. É optimista por natureza, mas quando não consegue o que quer cai o carmo e a trindade e é um drama de novela!" (Show de bola! Gostei! E se há coisa que eu faço bem, é um belo drama, com tudo a que tenho direito!! Mas também me passa depressa...)
E foi isto. Agora sim, estou muito mais esclarecida sobre a minha pessoa!! Ou então não... Desperdício de tempo!

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Vícios


Não sou uma pessoa de Vícios. Do topo dos meus 23, quase 24, (apesar de salientado agora não é assunto que queira desenvolver para já...) anos, considero-me relativamente imune a Vícios. Relativamente, sim, porque como qualquer terráqueo, que vive na era do consumo e do materialismo, coberto de defeitos e imperfeições, também eu tenho a minha dose (ainda que pequena) de dependências!!
Não fumo, não bebo café, alcoól social e raramente, não tenho playstation nem aparelhos afins, não gosto de jogos de computador, a minha relação com o telemóvel já foi mais próxima do que agora, (estivemos até zangados uns tempinhos), enfim...dito assim, descrevo-me como alguém ou muito certinho, ou muito pouco interessante!!!
Calma...porque também tenho os meus momentos de loucura!!
Passo a citar e no pódio das minhas dependências: Nr1: COCA-COLA! Sim, e é Coca-cola, a marca oficial!! Nada de Pepsis nem afins, e ainda que seja Coca-cola, ponho de lado qualquer aditivo ou genérico com sabor, com menos calorias, sem cafeínas, light ou zero...para mim isso é mesmo zerinho!!! Coca-cola é coca-cola e tem sido o meu grande vício estes 23, quase 24, (mas ainda não é agora que vamos entrar por aí), anos!
Depois, ainda no ambiente dos "comes e bebes"... Nr2: CHOCOLATE! Como qualquer menina que se preze, digna do seu estatuto feminino e sensível por natureza... o Chocolate, para mim, quase sempre é o melhor remédio para tudo de menos bom: TPM, crise existencial, carência afectiva, gula, insegurança, solidão, tristeza, revolta... Bem como é igualmente óptimo para celebrar os bons momentos: Bolo de aniversário de chocolate todos os anos, desde que me lembro destes meus 23, quase 24 de vida, (mas adiante...), biscoitos ou bolinhos de chocolate a acompanhar serão de cházinho com as amigas aqui em casa, mousse de chocolate como sobremesa que a minha avó faz desde sempre, tablete de chocolate a ver um bom filme, sentada no sofá com o namorado... Enfim, para mim o chocolate é basicamente uma panaceia para todos os males...e todos os bens!!!
A ocupar o 3º lugar do pódio temos um empate entre 3 aquisições muito recentes, e que, como tal, ainda não consegui discernir muito bem o nível de dependência de cada uma:
Anatomia de Grey; Chá "Noite Tranquila"; "O meu Umbigo".
Não consigo explicar a capacidade que esta série teve e tem de me pôr a contar os minutos que faltam até me colar ao ecran, e viver intensamente cada capítulo que vejo e revejo e até já sei decor, e onde choro, rio, vibro e me emociono como há muito tempo não fazia com um produto de ficção! Não sei como vou aguentar até dia 27 de Dezembro, dia da estreia da 4ª temporada na FoxLife... mas eu sou forte!!
Quanto ao Chá, descobri-o há uns meses, e desde então é rara a noite que me deito sem beber uma chávenazinha bem cheia e quente, que me conforta o estômago, o coração e alma...sabe mesmo bem, e placebo ou não, dá-me de facto, uma noite bem mais tranquila!!
O meu Umbigo...é o que estão a ver agora...uma novidade que não tem nem uma semana de vida, muitos poucos visitantes, mas que me tem feito um bem incrível. Como já disse a alguém, decidi que esta seria a minha terapia, que até tem saído bem barata...parecendo que não..compensa!! Está-se a tornar um hábito que me dá muito prazer: guardar um tempinho do meu dia para vir aqui e praticamente "bolsar" (que é um termo que eu gosto tanto!) o que me vai na alma...por muito fútil, superficial, ou insignificante para os outros que seja! Só lê quem quer e isso é óptimo! Eu escrevo para mim e para quem me quiser ler...mas escrevo sobretudo por mim, porque me alivia! Se vier a tornar-se de facto um vício, penso que será dos bons, porque me faz sentir bem...mas se pensarmos bem, os vícios são isso mesmo: algo que fazemos porque nos faz sentir bem! Sem grande discernimento entre o bom ou mau, prejudicial ou favorável...isso vem depois, às vezes vem muito depois. Mas o importante é que nos faz sentir bem, e por isso é que dá dependência...porque cada vez é mais difícil encontrar algo que nos faça sentir realmente bem com nós próprios, com as nossas escolhas e com as vidas às vezes tão complicadas e tão cheias de tanta coisa que nos é imposta e com a qual temos mesmo de saber lidar!
Apesar da carga conotativa negativa que a palavra tem, acredito sinceramente que, a par das Mudanças, nem todos os vícios são necessariamente maus...

terça-feira, 13 de novembro de 2007

E Tu? És de Valores ou Sentimentos?


Confesso que às vezes me questiono como fui parar a um curso tão "frio" como Direito sendo eu a Rainha das Relações Humanas, do tentar compreender porque é que os Homens são de Marte e as Mulheres de Vénus e principalmente a ironia da vida, o porquê das amizades e dos ódios fidagais, os amores e os desamores e as atracções e relações. Durante os 5 anos de licenciatura (pra mim foram 6...ng é perfeito!) aprendi a ser mais fria, a analisar as duas faces da moeda e a compreender que nem sempre o mundo e os valores que nos regem são justos... Os valores! Então mas... E os sentimentos?
Todos têm direito a uma defesa, por mais hediondo que tenha sido o crime que cometeram e a própria "so called" Justice muitas das vezes pende pro lado dos injustos, maltrapilhos trapaceiros e nós (confesso) muitas vezes aprendemos mais a técnica de a tornar favorável ao arguido, do que propriamente defender quem por razões de ética merecia ser defendido. Mas é mesmo assim, até o mau tem um lado bom... Então mas e... Os sentimentos volto eu e perguntar? São ou não mais importantes que os valores? A dicotomia Coração-Cérebro dá-me muito que pensar! Sou muito Coração, sempre achei que o Homem deve ser movido pelos sentimentos e sempre pensei que era assim para toda a gente!
Porém, esbarrei com alguém que me mostrou que nem todos pensam como eu... Que por vezes há valores (para os indíviduos cérebro) que se impôem,na vida deles,aos sentimentos... Reviro os olhos e penso... Tristeza... Por um valor teu das um pontapé no coração de alguém...? Custou-me a engolir mas tive de aceitar. Há de facto pessoas assim. Que lhes importa mais a tua palavra que o teu gesto de afecto porque a tua palavra representa para ela um determinado valor...
Ora não digo que não tenha valores! Tenho e muitos mas a maioria deles vão bater à porta dos sentimentos! A Lealdade e a Fidelidade são dois dos mais altos valores que tenho com tudo o que faço e para com todas as pessoas com quem me relaciono. E aqui sim, aqui estes dois valores impôem-se acima de quaisquer sentimentos, ou seja, ainda que goste muito se isso implicar ser infiel a um amigo, namorado ou qualquer pessoa então STOP. Sentimento dentro do saco, tanto quanto possível e ala... Às vezes somos apanhados outras vezes disfarçamos bem mas o importante é não interferir com os sentimentos de outros!
Conclusão DR (e att que não é de doutora...) que já está tarde e ta na hora do óó! Entre o sentir e o pensar prefiro o sentir ainda que mais tarde rache a cabeça e PENSE que dói... O sentir vem primeiro posso não expô-lo (mas já a minha Querida Mãe me diz que eu só la vou de óculos escuros...) ou pelo menos tentar mas não consigo pensar primeiro se vou sentir ou não so porque valores mais altos se impõem!
Para fim de conversa e porque isto já tava a ficar sério de mais amanha tenho depilação logo as 9.30!!!! BOLAS!