sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Ufff....


Informo os meus leitores preocupados e solidários, que a minha real neura já passou!
5 horas depois de entrar em tudo o que é loja no Colombo, com paragem no sítio mais público e exposto para ter conversa séria e de desabafo com a minha Fifs, saborear uma bela fatia de bolo de brigadeiro, resistindo à tentação de partir "acidentalmente" qualquer coisinha no Gato Preto, e duas mãozinhas cheias de sacos com mimos para mim (toda a gente sabe que Stradivarius, Bershka e Zara são bens de primeira necessidade, é claro!).... a tempestade passou!!
Cheguei a casa bem disposta, super leve, e com o humor bem afinado, satisfeita com o facto de não ter dado sequer conta do tempo passar, e claro, como menina que se preze, orgulhosa das minhas compras!
É outro tipo de terapia, um pouco mais dispendiosa do que escrever no meu umbigo, mas que, com moderação, vale bem a pena. Comigo resulta! Se bem que, verdade seja dita, a conversa com a Fifs "soprou" logo a núvem cinzenta que estava estratégicamente posicionada sobre o meu chakra Coroa para bem longe!
E vocês? Como resolvem os dias de neura, com vontade de cometer excessos, sem paciência para nada nem ninguém, em que...GRRRRR...enfim, com os nervos à flor da pele!?!? Também têm uma Fifs que vos "lava a alma" e as compras acalmam o stress? Ou usam outro tipo de terapia?? Contem-me tudo!!!!

7 comentários:

Mikitas disse...

Eu conto:
- Como gomas. Esta semana já comi um pacote e soube a pouco.

- Os meus bens de primeira necessidade são iguais aos teus, mas este mês ainda não recorri a eles. A minha carteira está feliz por isso.

- Não tenho uma fifs, mas tenho um Bé, cheio de paciência para me aturar.

- Tenho fins de semana em Oliveira, tão bons para desanuviar.

- E depois, tento sempre ter pensamento positivo para que as boas energias se apoderem de mim.

E por falar em acidentes no Gato Preto. No fim de semana não sei como não deitem um conjunto de copos para o chão. Eu não tenho culpa que a minha mala seja grande e que aquilo esteja cheio de coisa e de pessoas!

kel disse...

Quem não tem dias de neura (ou de dormência ou de outra coisa qq... enfim, dias "não") e terapias de choque!? Eu tenho muitos dias desses e apesar das compras serem uma óptima forma de "desopilar" vou tendo menos paciência para andar de loja em loja, no meio da multidão dos C.C.! Fds fora, longe da rotina, pacotes inteiros de Chippmix (bolachinhas de chocolate estaladiças p quem n sabe... se é q é possivel n saber) e dias de sofá e manta, tipo bróculo em fte à TV, estão no top das preferências na minha luta contra a "deprê"! E sim, uma amiga do coração que nos ouve e atura incondicionalmente e independentemente do grau de irritabilidade com q estamos é MUITO BOM! Ainda bem q a nuvem se foi ;) Beijocas

Neferet disse...

Não é fácil...Nos meus dias de neura não tenho nenhuma fifs para ajudar,os centros não ajudam nada porque se visto algo que não me serve fico pior,bolo também não pode ser porque depois a roupa não me serve e é um ciclo vicioso!!Ultimamente sabe-me bem mandar dois berros a alguém e acho que fico mais aliviada,mas o que realmente me cura é uma boa noite de sono.
De qualquer maneira é sempre um alivio sentir as más energias irem embora!
Beijinhos

Fifs disse...

Por isso é que ja têm uma colecção de loiça em plástico! Muito digna! à conta dos malões da moda!

Perola Luna disse...

A minha cura da neura é muito parecida com a tua, apesar de acrescentar a saida as 6ªs feiras ter de ir bailar - aqui não tenho esse tipo de cura, pois não tenho o hábito muito de sair como aí, aqui todas as amigas que tenho têm algo em comum ou são mães, ou vão ser mães...

Inês disse...

Quando estou mais irritada vou ao ginásio dançar, saio para o café como faço todas as noites (e melhora sempre), visto uma saia gira e pinto os olhos, tomo um banho de 2 horas e deixo-me estar até achar que já passou... O que me apetecia mesmo fazer era berrar mas não tenho grande oportunidade :P

cacau disse...

ginasio. ginasio. ginasio.
é o método preferencial para deitar para fora tudo tudo tudo...

um cafezinho com aquela amiga também ajuda, mas nem sempre me apetece 'falar'...

não interessa o k se faça, esses dias cinzentos têm é k passar!