terça-feira, 29 de julho de 2008

Doces semelhanças

Entrei no comboio, procurei o meu lugar e sentei-me. Fiz toda a viagem perdida em pensamentos muito meus, longe dali, sem noção dos kms que iam passando por debaixo dos carris.
Ouvi a música do último post, centenas de vezes sem exagero (mania compulsiva de quando fico obcecada por uma música), fiz contas à vida, vi a paisagem, troquei mensagens e pus telefonemas em dia...e eis que reparo na senhora do banco mesmo à minha frente a olhar fixamente para mim.
Era portuguesa mas falava com sotaque cerrado norte americano, já a tinha ouvido falar, mas não visto o rosto até aquele momento. E ela, como eu ia no banco atrás, também não tinha reparado no meu.
Eis senão quando ela pergunta: "És a Rita, não és?".
Respondi que sim. E foi então que ela me desarmou: "Estás tão linda como a tua Mãe!"
Fiquei com os olhos cheios de lágrimas, perante alguém que não fazia ideia de quem era.
Foi aí que ela se apresentou. Era uma prima bastante afastada, afilhada da minha avó, que me viu umas 2 vezes na vida, sendo que a última foi há mais de 15 anos. Está nos Estados Unidos desde sempre e veio passar umas semanas cá. Há dois anos também tinha vindo cá de férias e esteve com a minha Mãe, mas não me viu, nem tão pouco viu fotos.
"Olhei para ti de relance e tive um arrepio e um aperto no coração. Soube de imediato que eras tu, de tão parecida que estás com a tua Mãe. O mesmo olhar meigo, o mesmo sorriso timido."
Não sei explicar como estas palavras ecoaram dentro de mim. Sei que chorei e sorri ao mesmo tempo sem vergonha nem pressa de limpar as lágrimas do rosto.
Desde muito pequena que dizia: "Quando for grande quero ser linda como a minha Mãe!"
Hoje senti-me grande dessa maneira...e muito orgulhosa.

4 comentários:

Carina disse...

De facto estás a ficar muito parecida com a tua Mamy. Eu ainda não te tinha dito porque achava que te ia comover de alguma maneira ou não sei bem porque...mas quando vi uma das tuas fotos recentes em que tu estás com um belo vestido preto, disse: "Tá mesmo muito parecida com a mãe! O sorriso, o olhar, as expressões quando estás triste, muito parecida mesmo."

Uma beijokinha grande ;)

Mikitas disse...

Olha, tou ko.
Nem tenho palavras e engoli em seco. E ta-m e a custar escrever isto pk ate me vieram as lagrimas aos olhos

Pretazeta disse...

nunca tendo vindo a este blog acho eu.
Li isto e (caiu lágrima).

sorry a invasão chorona desta maneira*

kel disse...

Doces semelhanças, doces recordações... Fazem cair a lágrima mas é bom lembra-las... Uma beijoca grande