quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Censurada

Há coisas que me apetece escrever aqui e não posso.
Não é não posso, é mais não quero. Não me apetece. Não me apetece que depois quem me conhece de carne e osso, em matéria e facto, fique a congeminar trinta por uma linha sobre quem ou o quê era o post X. É que se até nos mais básicos, explícitos e concretos a pergunta acaba por surgir...imagino naqueles em que simplesmente apanham do ar e depois é um Deus nos acuda de imaginações férteis com mil interpretações, cada uma mais surreal que a anterior.
E isso preocupa-me.
Porque gosto que me leiam. Gosto que se identifiquem ou não com o que escrevo. Gosto que se preocupem comigo e por isso se questionem sobre a minha sanidade mental e emocional. Não me importo que se dêm ao trabalho de vir ver como me corre a vida, e se aqui vou cometendo uma ou outra inconfidência que no dia a dia, no mês a mês, no plano não escrito, vá, dificilmente revelaria. Mas chateiam-me as interpretações dúbias. Ou melhor...as más interpretações. Chateiam-me as conclusões precepitadas. As mensagens nas entre-linhas que quem pensa que me conhece tem o gosto viperino de deturpar. Porque é mais engraçado, porque é mais picante, porque sempre é tema de conversa quando estiverem no café, naqueles momentos de silêncio onde não ocorre nada de absolutamente interessante para falar.
Por exemplo, agora mesmo apetecia-me escrever sobre algo muito mais interessante do que isto. E que de certeza seria do agrado de um público muito mais alargado, especialmente o que não me conhece, pois que se está bem a borrifar para mim, para a minha condição social, económico-financeira, partido político, estado civil, ou níveis de colestrol! Mas não...é melhor não. Que a liberdade de expressão é coisa muito bonita mas depois vai-se a ver e ó i ó ai que ela escreveu sore este e aquele, e anda a fazer isto e aquilo!! E não estou praí virada.
E não alminhas...não estou deprimida, nem infeliz, nem com vontade de cortar os pulsos nem de me atirar para a linha Roma-Areeiro...estou, apenas, VIVA!!!

6 comentários:

Catica disse...

Viva....!!!E recomenda-se....=)

M disse...

Nada de peso na consciência, ta?!

kel disse...

Olha, acho mal sabes... Estares aqui no teu Post a criticar 80% da população portuguesa!!! Aiiiiii!! Ou porquê q achas q a TVI tem os níveis de audiência q tem, hum? O povo quer é sangue e histórias de faca e alguidar ;)

Beijoca no coração*

yppah eb disse...

E quanto á tua sanidade mental e emocional?
;)

Miss Kitty disse...

Escreve o que te apetecer e não ligues ao resto..

BJS*

Pips disse...

Catica: Se mais ninguém me recomendar...recomendo-me eu!! Saaaco!

M: Peso na consciência? É mal de que não padeço!

Kel: Pois é. é mesmo isso que o povo quer. Mas como eu tenho a mania do contra... ;)

yppah eb: A minha sanidade mental e emocional tem os seus dias...altos e baixos..mas no geral, tal como tudo o resto...recomenda-se!!! :)

Miss Kitty: É isso mesmo que eu faço. Este post foi mais para meter um bocadinho de nojo às comadres que por aqui passam...como quem diz: "Vêm, se soubessem estar caladas, sabiam mais cusquices! Assim ficam sem saber!" Eheheh