quinta-feira, 13 de agosto de 2009

"Espilrro" traiçoeiro

Indignada. É como me sinto.
Pois que há uns tempos, depois de já sentir uma certa rinite alérgica com a situação, me foi dito que, segundo as regras de etiqueta e boa educação, na verdade, não se deve dizer nada quando alguém espirra.
Isso mesmo. Se alguém espirrar ao pé de nós o que é que se diz? Nada. Nem pio.
E eu, depois de 25 anos de "Santinho!", "Saúde!", e "Já não há circo!", deparava-me com um silêncio sepucral de cada vez que soltava um atchim. Um desamparo! Um desalento! E ao perceber que era a única naquele espaço que ainda mantinha a (pelos vistos má) tradição de dizer o quer que fosse após o espirro alheio, dei por mim a conter-me, a engolir em seco, a obrigar-me a ficar bem caladinha e fingir que o outro não estava a ter o espasmo nasal tão libertador, que é o belo do espirro!!!
Desconsolada. É como me sinto.
Faz-me falta o "Santinho!", a "Saúde!" e o "A macaca está constipada". Bem como me faz falta poder dizer o mesmo, mesmo que não conheça a pessoa de lado nenhum, esteja onde estiver, porque foi assim que fui educada, e até acho que desejar saúde a alguém que espirra é tão importante como dizer "se faz favor" e "obrigada".
É por isso mesmo que continuo a dizer sempre, sem pensar, as benditas palavrinhas mágicas. Se acharem que sou possidónia ou bimba temos pena. Quem me tira o Santinho da boca, tira-me tudo!

P.S- Sim, no título escrevi "espilrro", que é daquelas expressões que eu adoro ouvir. Mas genuínas, vindas de quem acha de facto que se diz "espilrro", "selada", "capôm" ou até mesmo "imbigo".

3 comentários:

hershinha disse...

capôm e imbigo caem mesmo bem em qualquer conversa minimamente inteligente! hahahaha

Neferet disse...

Concordo plenamente contigo e já tinha reparado que agora sou das poucas pessoas que continua a dizer,sentindo-me um pouco ridicula às vezes!E o pior é que às vezes digo e a pessoa nem um obrigada responde,simplesmente sou ignorada como se estivesse a dizer uma asneira.Mas isto não me demove,continuarei a dizer com muito orgulho "santinho"!

Joana disse...

Mas espilro está correcto (so com um "r":)