segunda-feira, 16 de março de 2009

Still haven't found what i'm looking for


Nunca fui menina de ter tudo o que queria assim à primeira... "Quero uma Barbie! - Então tens de tirar satisfaz bem a tudo no fim do ano!" - dizia-me a minha mãe.

"Quero comprar sapatos Y! - Tens bom remédio, vai trabalhar!"

E assim foi a minha vida toda. Tudo o que tenho, exceptuando os presentes, claro, são coisas na minha opinião cheias de mérito. Foi tudo por mim e por mim e para mim. E hoje é com alguma tristeza que constato que na minha vida amorosa o mesmo se passou. Só houve uma vez em que fui eu a conquistada e não a que conquistei e caí de quatro e depois acabei a levar com os pés. Sad sad little boy!

Resumindo e concluindo... Tou cansada. Queria ter o controlo da situação. Não estar sempre a pensar e a rebuscar como é que vai ser, o que dizer e como me destacar no meio da multidão. Queria uma coisa limpinha, que me caísse na sopa, "ploc" e já está que não se fala mais nisso. No fundo a minha dúvida reside em :Quando é que sabemos que já chega? Que realmente nunca lá vamos chegar? Quanto tempo leva afinal pra percebermos que alguém nos quer ou nos acha graça de lá do meio do povo? Até nos apetecer recolher armas? Até dizermos "basta" e tentar não olhar em tudo o que investimos? E será que não reside aquela pequena dúvida do "pode ser que amnhã se dê". Pode-se por o caso de se a coisa não se dá reciprocamente então mais vale não insistir, já que não está meant to be, no entanto a minha curta vivência prova-me o contrário... Foi o diabo a quatro com todos; desde o António no 7º ano até ao Carlos que foi a loucura e paixão totais... Todos me deram uma trabalheira imensa e só por ter insistido e achado cá comigo e com os meus botões, que valeria a pena, é que lá cheguei...


Dizem que assim tem muito mais graça porque ah e tal tudo o que tenha algum grau de dificuldade é que vale a pena, mas acho que a história do Coxo vai ser a única que vou ter para contar se alguém quiser saber o que fazer pra me conquistar...

8 comentários:

Piston disse...

Nova forma de caça?

Pips disse...

Estou com o Piston.
Nova forma de caça e sobretudo novo tipo de caça. Deixar as aves de rapina, a caça miuda, e começar a apontar armas para novos alvos, que joguem na mesma liga que tu, e esquecer os cromos que davam um best-off da "Liga dos Últimos".
Vamos a isso? Vamos, pois.

Piston disse...

O que queria dizer é se este post não será uma nova forma de caça.

Fifs disse...

Eu como Deusa da Caça que sou não preciso de novas formas de caça... Fui eu que as inventei todas!

Pips disse...

www.semsexonemcidade.blogspot disse...
"Epá!! isso já me aconteceu. depois de um jantar e uma noite divertida, passou-se uma semana e o Sr Terror falar em mudar de emprego para viver mais perto de mim... Conheço a sensação mas acho que é mesmo pânico em vez de medo!!
Quero acreditar que era o mesmo e que não existe no mundo mais do que um desses. Boa sorte para a próxima."

(Aqui a Pips fez um pequeno disparate na publicação, mas ainda assim conseguiu recuperar o comentário e o comentador! Sorry...!)

Piston disse...

Fifs, acho que isso é mais um argumento da nova técnica.

Bridge To Solace disse...

"(...)I believe in the Kingdom Come
When all the colors will bleed into one
Bleed into one
Well, yes I'm still running
But I still haven't found what I'm looking for(...)"

Gui wings disse...

TRalvez devas recorrer a uma vidente ou bruxa: ela faz-tre um arranjinho para a vida :D

agora a sério: talvez esta seja só uma fase, talvez ainda não tenhas encontrado quem realmente te ponha num pedestal. talvez talvez...