quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Hoje foi o dia


Há semanas assim, diferentes de todas as outras. De todas aquelas que foram iguais a outras tantas. Difíceis, dolorosas, cansativas, exigentes, regradas, onde cada hora do dia é preciosa. Onde me deito e acordo a pensar apenas e só num objectivo. Onde concentro todas as minhas forças, energias, vontade e ambição para alcançar aquela meta. Com momentos de fraqueza, de muito medo de falhar, de não conseguir, de me desiludir.
E depois há um dia, no meio dessa semana, em que recebo uma notícia que faz com que tudo tenha valido a pena, e tudo pareça pouco comparado com o que estou disposta a fazer para receber mais notícias iguais àquela. Há um dia, diferente de todos os outros, onde volto a sentir aquela que para mim, sempre foi a melhor sensação do mundo: sentimento de dever cumprido e um orgulho enorme em mim mesma.

1 comentário:

Rita disse...

Não sei do que se trata, mas sem dúvidas parabéns =) Essa é das melhores sensações do mundo, não duvides...

=)

Beijinhos,

Rita