terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Porque menos é mais


Como estou em contagem decrescente para o meu fim de ano, e aguardo com esperança a chegada dos Reis Magos, acreditando que também eles trazem presentes para mim, que no fundo sou uma Baby Jisas, é chegada a hora de fazer o meu balanço, a minha lista de desejos mágica, as coisas que quero mudar no futuro, os objectivos a alcançar e as metas a atingir.
E uma vez que a parte dos objectivos e metas é entre mim e os meus botões, e não me apetece escarrapachar aqui, posso pelo menos adiantar que dou por mim, nesta época de crise, a sentir que também ao nível pessoal e emocional devo fazer cortes.
De futuro, acho que devo falar menos, opinar menos, expor-me menos. Confiar menos, acreditar menos, desiludir-me menos. Zangar-me menos, cobrar menos, exigir menos. Refilar menos, responder menos, pensar menos.
No fundo, e embora tudo isto pareça drástico ou excessivo, vindo de mim apenas quer dizer que devo relativizar mais, relaxar mais, desvalorizar mais tudo o que na verdade não tem valor. Quero, entre muitas outras coisas, aprender a libertar-me de sentimentos que provoco a mim mesma, sem necessidade nenhuma. Aprender a desligar, a não querer saber, a não me importar tanto com tudo. Menos ansiedade, menos perfeccionismo, menos frustração.
Sei que não vai ser fácil. 27 anos de temperamento intempestivo, que ferve em pouca água e sobretudo uma cabecinha que não pára e que está sempre a mil com tudo e com todos à sua volta, não fica Zen de um momento para o outro. Mas para meu bem, e dos que me rodeiam e aturam nas horas dos queixumes, sei que é um esforço que terá benefícios.
Por isso, em 2011, terão uma Ritititz versão Peace and Love! Não estão felizes?? A dar pulinhos de alegria??

O que não quer dizer que vou ficar nem panhonha nem totó!! Isso não!!

3 comentários:

Rita disse...

Se descobrires a receita para ficar mais "zen" agradeço... é que, tal como tu, os meus aninhos a ser tão stressada não vão desaparecer assim sem mais nem menos, por muito que todos os anos eu resolva ser mais calma... :s

Ritititz disse...

Deve ser mal das "Ritas".. algum problema genético que vem com o nome!!! Mas vamos conseguir!!! Ainda vamos ser Zen..um dia!!

Alegria! disse...

Quando conseguires relativizar mais e dar menos importância ao que, na verdade, não a tem, vais sentir-te mais leve e isso vai dar-te ânimo para alcançares o resto!

Que este ano te traga a paz que procuras! Beijo no coração*