quinta-feira, 26 de junho de 2008

Parabéns, Ju!

Pelos 15 anos, fresquinhos e ainda não oficiais.
Era um fim de tarde muito quente, quando soube que já tinha a Mana que tanto havia desejado. Dois anos antes a cegonha tinha-me trazido da França (sim, porque é de lá que os babys dignos vêm), um gordinho de cabelo espetado e com ar bonacheirão. E agora uma Maninha para eu cobrir de laços e vestidos cor de rosa, para brincarmos com as mil barbies que tinha guardado para ela, para lhe fazer penteados e ela a mim... Não podia estar mais iludida.
A Ju foi rebelde até mesmo antes de nascer. Conseguiu gerar 9 meses de discórdia lá em casa, porque não se chegava a consenso em relação ao nome da "Menina". E ficou "Menina" até dois dias depois do nascimento, altura em que, ainda sem consenso, o meu Pai tomou a decisão, não tolerando ter a filha por registar: ficou Joana. De notar o laivo de imaginação fértil desta família: avô paterno João, pai João, meu irmão João...e quando nasce a menina...Joana! Tá certo..
Os vestidinhos cor de rosa? Foram desde cedo trocados por equipamentos do Sporting tamanho XS, porque a "Menina" não sabia pedir outra coisa de presente, nem nada a fazia mais feliz e plena de satisfação do que receber umas chuteiras pretas e verdes, e o traje Leonino completo, que durante muitos dias de aniversário era Dress Code obrigatório entre ela, e seus amigos lagartinhos solidários com a sua causa.
Os lacinhos, penteados e tranças nos cabelos da "Menina"? Pura utopia...com 3 anos decidiu que queria o cabelo "como a Ana Malhoa", que na altura apresentava o Buéréré de forma ainda mais ou menos digna, mas com o cabelinho curto, à pente 4! E não houve quem a demovesse.
Os intervalos na escola? Macacas, jogo do elástico, apanhada...coisas com que eu me entretia? Automaticamente substituídos por valentes futeboladas, sendo ela único elemento feminino, e das primeiras a ser escolhida para a formação de equipas.
E assim se foi esfumando a minha ideia pré-concebida do que seria ter uma "Mana".
Caranguejo, a Ju não tem papas na língua. Mas também só fala quando lhe interessa. Tem uma auto-estima do tamanho deste mundo e mundos paralelos. Uma força de vontade e uma garra inabaláveis. Um poder de abstracção e capacidade de desvalorizar o que não lhe interessa, que eu admiro e invejo. É organizada nas suas obrigações, e ao mesmo tempo a coisa mais preguiçosa e desarrumada no seu mundo.
Guarda tudo. Literalmente tudo. É saudosista e nostálgica. Tudo lhe faz lembrar algo que se passou no sitio X, na data Y...e por mais insignificante que tenha sido...guarda-se! Assim vivo eu em arrelias porque aquele quarto dela não tem ponta por onde se pegue! Tem paranoias: guarda sempre os últimos rebuçados do pacote, a última bolacha, e se preciso for, os papeis que as embrulham. Não se consegue desfazer de roupa antiga, mesmo que já não lhe sirva, e tem pares infinitos de ténis (sapatilhas, como ela diz).
Desde que entrou para o ensino básico, ganhou o prémio de Mérito Escolar do primeiro ciclo, por ter sido a melhor aluna do 5º e 6º anos, da sua Escola. Foi (mais) um dia de imenso orgulho em torno da nossa Ju. Actualmente terminou o 9º ano, mais uma vez com strike de "5" a todas as disciplinas, desde o primeiro período, feito raro por aqueles lados. (Aguardamos ansiosamente a chegada de outro mérito escolar, porque o que nós queremos é Festarola!!!).
Nunca esquecendo o gosto e capacidades evidentes que tem pelo desporto. A Ju é também atleta do Núcleo Desporto e Cultura de Gouveia. É velocista, e "faz um saltitos", como ela diz, de comprimento e triplo salto. Tem o quarto repleto de medalhas das muitas competições em que já participou, e muitas histórias engraçadas para contar dessa experiência que lhe tem feito muito bem. Mais: também é basquetbolista...mais na brincadeira, que o Seia Basket já teve melhores dias, mas ainda assim lá vai ela, não sei como encaixando na sua mega agenda preenchida, aos treinos, meter uns cestos (e falhar outros tantos!).
A Ju tem ainda veia de actriz. Reconheço nela uma capacidade para estar em palco extraordinária. Consegue chorar lágrimas de 4 a 4 se lhe pedirem, e não tem uma única foto em pose de "pessoa normal". Faz milhões de caretas estranhas por segundo, e, não se esforçando para ser o centro das atenções, atrai a ela discretamente os olhares em redor com uma facilidade incrível.
De olhos verdes, pele muito clara e cara redondinha, a Ju em muito pouco se parece comigo. Temos 10 anos de diferença e já é da minha altura e vestimos e calçamos o mesmo. Eu gosto de rosa, ela gosta de verde. Ela acha que eu sou vaidosa eu já achei que ela era desleixada...mas aos poucos e poucos tenho conseguido "convertê-la" para o meu mundo de coisas fúteis e de Menina, e agora é vê-la pedir-me para lhe marcar esteticista a torto e a direito, manicure e cabeleireiro.
A Ju tem ainda outra coisa muito importante: uma quantidade de amigos fieis e leais que a adoram desde muito pequenina e que não a largam nunca. São ainda todos muito novinhos, bem sei, mas fico feliz por ver que a minha irmã está rodeada de miúdos educados, bem dispostos e que gostam dela tal qual como ela é.
Depois disto chamem-me irmã babada, convencida, arrogante, com a mania...chamem e pensem o que quiserem... porque por estes lados estou a explodir de ORGULHO da minha Mana Ju.
Parabéns minha Ju. Beijocas mil! -.-'

7 comentários:

Inês disse...

Bem... Eu não sei... Mas depois disto fiquei a adorá-la e voto Ju para presidente!

kel disse...

Uma beijoca grande à Ju e parabéns :)

Neferet disse...

Parabéns Joana!!
Os teus irmaos sao lindos!
Beijinhos grandes

Anónimo disse...

Parabéns Ju :)

Parabéns por também seres do Sporting :)

Muitas felicidades e um beijinho,
eu

Ps: mesmo trocando as voltas à ua irmã, ela adora-te, hein???

Carina de Jesus disse...

Adorei a descrição da tua maravilhosa e talentosa Mana Ju! Conheço a Ju não tanto como tu,como é óbvio, mas só a forma como falas dela qualquer um fica colado a ouvir-te...A Ju tem uma grande personalidadé e tens mesmo que estar muito orgulhosa da mana adoravel que possuies, não só dela como de toda a tua família. Apesar de muita coisa que acontece na vida a família Tilly é muito forte e intrasponível. Parabens à Mana Ju!!! Um beijinho muito gd pa ti

Anónimo disse...

A Ju é mm a maior.

Grande Beijo para a pequena Ju.

Tiago

Fifs disse...

Digna comé óooobvioooo| Parabéns minha Querida... Caranguejos são assim mesmo... Para amar!