segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Melodia e Letra


Já dizia o Ruizinho: "Não se ama alguém que não ouve a mesma cançãooooo!"... Este verso diz tudo: mais do que uma metáfora incrível que se adapta a tantas outras coisas, literalmente não há magia igual aquela que se sente quando duas pessoas vibram de igual modo com a mesma música, que passa tão despercebida para umas alminhas, que é até mesmo rejeitada por tantas outras, e que, de repente, do nada, se descobre que mexe dentro de nós, na mesma intensidade e na mesma frequencia que mexe com a pessoa que está à nossa frente. Melodia e letra conjugam-se
Instintivamente, como duas mãos que também por instinto se procuram e se entrelaçam, em silêncio. E é nesse silêncio que se ouve essa música, trocam-se olhares e sorrisos e se percebe que não se ama mesmo alguém que não ouve a mesma canção.

2 comentários:

Kinich Ahau disse...

O amor é assim ! Tem de ser cantado da mesma maneira, sentido de igual forma. Otherwise there is no point! ;)

kel disse...

As almas conhecem-se e lêem umas nas outras, melhor do que nós mesmos seríamos capaz… e ainda bem que assim é, porque a leitura da alma é tão mais pura que a do Homem!
É bom saber que os Amigos se orgulham de nós e é ainda melhor sentir que estão por perto e nos acompanham… Afinal, são eles que sempre nos ajudam a seguir em frente e nos dão força… E é por nós mas, também, um pouco por eles que o fazemos… Obrigada por estares pertinho nesta fase, espero que nunca deixes de estar!

Quanto à “Melodia e Letra”… O Ruizinho (que não o meu) tem alguma razão mas, por vezes, mais do que ouvir igual é saber interpretar… One step at a time!

Beijoca grande… no coração!