quarta-feira, 12 de março de 2008

Bacon & Eggs


Pequeno almoço tradicionalmente americano, mas também já bastante apreciado em tudo que é país que adora entupir-se em gorduras e fritezas.
Tal como nesta refeição em que os dois elementos se completam em sabores e texturas mas divergem em papeis, também numa relação amorosa se adopta uma de duas postura diferentes: ou se é o Bacon, ou os Ovos.
A metáfora é eficaz: Num prato com bacon e ovos temos dois animais que participam na sua confecção, o Porco e a Galinha. Mas participam de formas distintas.
O porco tem um compromisso para com a refeição, é parte integrante e empenhada, que participa activamente dando o "corpo ao manifesto" (literalmente), para o objectivo final. A galinha, por sua vez, é parte envolvida na refeição, fornecendo os ovos, mas não participa activamente nem se compromete com o propósito final.
Passando do prato para a cama, também numa relação a dois podemos adoptar posturas distintas: olhar para a relação como um projecto de vida, onde nos envolvemos, onde assumimos responsabilidades e compromissos para com a relação e para com os benefícios que dela possam advir. Ou então, sermos parte envolvida de uma relação, participarmos dela e darmos parte de nós, mas apenas isso, uma parte, sem compromisso intemporal nem entrega total.
O facto de um dos elementos da relação ser o "bacon", não implica que o outro seja necessariamente os "ovos" e vice-versa. Podem pertencer ambos à mesma categoria, seja ela qual for, e quando assim é, parece-me a mim que a relação até funciona melhor, por ser mais equilibrada e não se atirarem à cara os déficits do outro.
O que acham e em que categoria se encaixam?
"Bacon" do porquinho que vai p'ra matança, dá o melhor de si, o mais tenro e saboroso, em tiras fininhas e estaladiças?? Ou "Ovinhos" da galinha que até vai dando uns quantos para a coisa funcionar, mas não vá o diabo tecê-las é melhor serem só mesmo os ovinhos porque virar frango é coisa pra dar o seu trabalho e ser penoso??

9 comentários:

Inês disse...

Ahahahahahaha Pips, este texto é absolutamente fantástico! Adorei!

Osga disse...

Definitivamente sou Bacon! Além do mais os ovos em si nunca têm muito sabor, prefiro um belo Bacon ;)

Esta metáfora está genial :D

ana disse...

Tá-me cá a parecer que eu sou (ou fui) o porco que dá o bacon... Dou e faço tudo por uma relação, envolvo-me [se calhar até demais:(] e depois fico a ver navios. Tou a ver que tenho de começar a agir mais como o peidinho de galinha. Pode ser que o facto de ter apostado tanto na minha relação que já lá vai, me tenha aberto os olhos... ou não.
Bela analogia, sim sra. Nunca me passaria pela cabeça comparar uma relação e seus envolvidos com o tipico pequeno almoço americano. Parabéns.

Beijinhos

kel disse...

Há uns tempos ouvi essa expressão num filme e nunca mais me esqueci da metáfora... Naquele momento percebi que era, sem dúvida, "Bacon"... Em tudo, gosto sp de dar o melhor de mim, o melhor q sei... Além de que o cheiro a ovos é horrivel, lol ;)

Beijossssssss

Mikitas disse...

Viva o porco e o belo do bacon.
Tá fantástico!

Clepsydra disse...

Oinc, oinc, eu, sem dúvida, porca me confesso (a vários níveis, aliás:) e já percebi que, para mim, isto de "fazer amigos entre os animais" só funciona mesmo com os da mesma espécie. Porco, procura-se para um verdadeiro pequeno-almoço bombástico.

Pips disse...

E os "Ovos", cadê?? Eu que axava que o mundo era governado por eles...

Fifs disse...

Sou bacon mas como cada vez mais se queixam do colesterol vou passar a ser ovos! (Ó BOLAS! Ovos tb tem...!) Sou suminho de laranja, umas vezes doce outras amargo, pra não se engasgarem de tanto ovo e tanto bacon!

Anónimo disse...

Eu sou ovo, ou melhor ova...envolvo-me, mas não me comprometo...dá menos trabalho e menos chatices.
Jocas