quarta-feira, 19 de março de 2008

Momentos Embaraçosos

"Picada" pela Inês, que punha as mãos no fogo em como eu tinha momentos embaraçosos para partilhar, não podia dar uma de "ah e tal, não... a mim nunca me acontecem coisas estranhas e infelizes das quais coro só de me lembrar da triste figura que fiz"!
Antes fosse...!
Tenho vários desses momentos, mas felizmente e tal como a Inês, também tenho a fantástica capacidade de me esquecer rapidamente dos mesmos e nunca faço grandes dramas à volta do assunto.
O que me acontece mais frequentemente tem a ver com o tom de voz. Eu até tenho tendência para falar baixinho, a sério que tenho! Mas quando me animo a contar alguma história ou a representar determinada situação, ou até mesmo nas minhas imitações sempre exageradas, automaticamente o meu tom de voz sobe assim uns 7 ou 20 decibeis! O que é compreensível! O que não é muito compreensível é estar um barulho de fundo normal em qualquer espaço público, e subita e coincidentemente, mesmo no auge da minha exaltação...fazer-se um silêncio de morte!!! E só se ouve aqui a menina a soltar uma valente c*r*lhada, e imediatamente sentir a sala inteira de olhos postos em mim com ar de reprovação e choque!!
Um outro momento bonito de se recordar, tem a ver com um medo já antigo, uma espécie de fobia que carregava no meu inconsciente: medo de ficar presa em WC's!! Públicos, privados, em casas, shopings, estações de serviço...seja onde for..andava sempre com ela fisgada à espera do dia de ficar trancadinha em cubículo alheio!
E está claro que fiquei! Numa das muitas viagens que já fiz de Intercidades serra-capital, capital-serra, prestes a chegar ao destino, mais precisamente entre vila franca de xira e a estação do Oriente, a vontade acumulada de mais de 3horas de viagem, fez com que a minha bexiga simplesmente não aguentasse mais. Nem mais um minuto de trabalho psicológico, concentração e abstração do estado de desespero em que me encontrava! Eu tinha mesmo de fazer xixi!!
Foi então que me enchi de coragem, e fui ao WC da carruagem do comboio. Quem já passou por esta terrível experiência sabe que não exagero quando digo que os WC de comboio, equiparadas às dos aviões, são verdadeiros antros de nojice, já para não falar da sua dimensão própria para anões (e os anões que me desculpem, mas é verdade!). É que uma pessoa esforça-se ao máximo para não tocar em nada, mas aquilo é mais difícil do que a prova final dos jogos sem fronteiras!!!
É o chão que está imundo, é o equilíbrio que é necessário para conseguir fazer xixi sem sentar (está fora de questão!), e ainda assim acertar na sanita, mesmo com o balançar do comboio, é o barulho assustador que aquilo faz lá dentro que mais parece que a carruagem vai descarrilar a qualquer momento e nós vamos ser encontrados logo no meio da merda, é o buraco horrendo que se abre na sanita para despejar o conteúdo da dita cuja, e vê-se os carris a passar lá em baixo à velocidade do demo...enfim...é terrível!!!!
Mas a bexiga já não aguentava mais e mesmo sabendo que faltavam menos de 10m para chegar à estação, lá fui. Entro e fecho a porta. E mal fecho a porta reparo que o trinco não estava em grandes condições, mas naquele momento não conseguia pensar em mais nada senão desapertar as calças a tempo antes que se desse uma desgraça...ah! e acertar na sanita..ah! e não tocar em nada! Enfim...a coisa feita, e muito mais aliviada, encho-me de coragem mais uma vez para meter a mão no trinco sem pensar na quantidade de gente que já la mexeu sem ter lavado as mãos depois da necessidade feita!! E quando meto a mão no trinco...o trinco estava partido. Ñão tinha qualquer hipótese de sair dali, abrindo a porta por dentro.
Acham que conseguem imaginar o meu pânico?? Acho que não. Mas também não me apetece alongar muito que começo logo com comichões.... só vos posso dizer que os 2 minutos que se seguiram ali dentro não foram bonitos. Desde pontapés, a murros, a gritar compulsivamente, a mais pontapés.... houve de tudo. E só pensava: "bolas que o comboio pára já daqui a 2 estações e ninguém vai ter a infeliz ideia de querer vir ao WC estando já a chegar ao destino...só eu!!"
Adiante que foram só 2 minutos mas a mim pareceu-me uma eternidade. Estava eu no meu auge de desespero quando subitamente a porta se abre porque uma alminha fumadora que veio mandar seus bafos para ali ouviu o meu esganiçar histérico e lá teve a caridade de me tirar daquele inferno! Dá de caras com esta triste figura que sou Eu...toda vermelha, corada prestes a explodir, transpirada e a hiperventilar, com taquicardia e pernas bambas!!
Só consegui dizer: "Bem-haja, salvou-me!...e a pérola: "Não use o WC. Está avariado!"
Oh figurinha...
Como vês, cara Inês, bem que podias ter posto as mãozinhas no fogo que aqui a Pips leva o globo dos momentos embaraçosos para casa! E merecido!
Ou será que há alguém que me faça frente nas tristes figuras??

5 comentários:

Inês disse...

ahahahahaha que nojooo!! :P
Essa do silêncio de repente tb me acontece muito... Quando fui ver o filme "As Horas" ao cinema o som estava um pouco alto e numa cena de acção virei-me para uma amiga minha (um bocadinho alto.... vá... alto demais!): "Mas isto são só gays e lésbicas!"... No preciso instante em que mudou de cena e ficou tudo em silêncio....

Fifs disse...

I DO!Queres que comece por qual? Ter que ir acordar o sr em pleno cinema porque ressonava altissmo ou avisar uma estrangeira q tinha saído do wc com a saia presa nos collants e com o rabo de fora? Ou mesmo sair do wc de um restaurante das docas a achar q estava "podendo" com um metro de papel higiénico preso no sapato? è a 5 euros bá lá ber é so escolher!

Mikitas disse...

Tantas, mas tantas pa contar. Assim, só duas, porque tou de férias: Se forem ao wc das senhoras, no primeiro andar da Agência Lusa, não entrem na segunda porta. O trinco custa a sair e a mim também custou muito sair de lá de dentro eheheh
A última foi na semana passada. Em plena Bertrand do Picoas Plaza, acabada de chegar para o lançamento de um livro, vejo uma amiga minha e vou a correr ter com ela. Comigo, levei um montão de livros atrás, espalhados pelo chão e toda aquela gente a olhar. eheheh

Teresia disse...

Situações embaraçosas... Já tive mtas mas so me ocorre uma agora... uma vez adormeci no autocarro e encostei a minha cabeça, ja apagada, no ombro de uma alminha caridosa que conhecia de vista, que até devia ser bom rapaz, alem de rapaz bom que era... porque justamente adormeci de boca aberta e babei-lhe a camisola toda... :x acordei no fim da viagem... e fiquei a olhar para ele com cara de cu... e ele a olhar para mim com cara de "ohhh, coitadinha, nem sabe onde se meter...."

Carinex de Jesus disse...

Tbém conheço uma do wc e foi em casa da Ines em que o Meireles passou cerca de uma hora fechado no wc. Berrou...berrou e nada tava tudo muito entretido na festa de aniversário da ines e ele a curtir uma de esterismo fechado no wc ;) heheheeh!!!