segunda-feira, 12 de abril de 2010

E não digam que eu não vos conto tudo!


Pois que então a passagem pelos Açores foi assim:
- Carreguei do burgo para o aeroporto, do aeroporto para o avião, do avião para o hotel, e do hotel para o seu destino final, com uma encomenda de 12 kg nestes dois bracinhos de menino da Etiopia, que fizeram com que durante dois dias e duas noites não os conseguisse mexer.
- Fui revistada (apalpada) no aeroporto à conta da dita encomenda de aspecto duvidoso, e ainda levei com o elogio (?) "Mas que idade tem? Parece uma teenager!" O que não foi inédito, porque já numa outra andança do passado (há 6 anos atrás), questionaram se eu já tinha 18 anos, sendo que na altura tinha acabado de completar os 21.
- A comida do avião é uma porcaria.
- Tive alguma dificuldade em entender os locals, na chegada a Ponta Delgada, mas como tenho um jeitinho especial para sotaques, quando dei por mim parecia uma versão feminina do Pauleta (mas em bom), em amena converseta com toda a gente.
- A marginal e o centro de Ponta Delgada são lindos. Sim, foram as únicas coisas que consegui ver. Pois que fui a trabalho, pequenada, e fiquei umas míseras 24h em solo da região autónoma... logo, não deu para grandes avarias. Mas do que vi, adorei! Especialmente porque durante o tempo em que me andei a pavonear qual turista de máquina fotográfica em mão a disparar em tudo o que era direcção, esteve um sol maravilhoso, calor, e o céu limpinho que dava gosto! (Mal fui para o quarto começou a chover.. Bem haja S.Pedro!)
- Vi o Benfica perder já no aeroporto enquanto avisavam que o vôo estava atrasado. Não havia necessidade... caíu mal, pois caíu... e claro que depois a viagem de regresso a Lisboa foi uma arrelia, porque eu sou uma pessoa sensível e que me impressiono facilmente.
- A comida do avião é uma porcaria.
- Tive direito a surpresa, como nos filmes, quando chego ao aeroporto.
- Balanço mais do que positivo: correu tudo lindamente, muito melhor do que o que eu esperava. Resultados a nivel geral só daqui a algum tempo. Mas a nível pessoal já me sinto uma vencedora por ter feito tudo certinho, cheia de coragem, força, e sem desanimar nem virar as costas!
O que pode ter sido visto como um "passeio" para muitos, para mim foi uma prova dura e que me mostrou muito sobre muita coisa. Foi um sinal, abriu-me os olhos. Deu-me força, fez-me sentir bem comigo mesma. Olhar para trás, ver o caminho que já percorri. Lembrar-me do ponto de partida e olhar para a frente com esperança e garra. Até porque, como eu avisei... 2010 é meu! :)

3 comentários:

Suspiro do Norte disse...

ainda bem que correu bem!!!

M de mim disse...

Aos anos que não ando de avião. Não me lembro so sabor da comida, mas sei o que toda a gente sabe: A comida é uma porcaria.
Inumeras foram as vezes em que me chateei com o comentário "Pareces ser muito mais nova" quando na verdade queria taaaanto mostrar que já era uma mulherzinha. Hoje, já bem "crescida" adoro que me digam "Ai não parece nada!".Daqui a uns anos, quando tiver 40 tenho a certeza que amarei que me digam "Está tão bem conservada. Qual é o segredo?" :)
Pois é, a caminhada começou lá atras, e olhando à tua volta vês as coisas boas que foste conquistando com empenho, com garra e muito trabalho. Ainda bem que tudo correu bem. A primeira de muitas mais, tenho a certeza! ;)

CS disse...

Esta cidade aguarda-te para dias de férias e não trabalho :)