sábado, 30 de agosto de 2008

A Vanda

Este post é uma simples ode ao que me faz sentir bem, a mim e ao meu umbigo... A vanda é um simples café no meio da praça das caganáteas nessa bela localidade que cheira a café todos os dias de todos os meses de todos os anos. É lá que procuramos a luz da vida no croissant clarificador e no galão da consolação. Eu e o meu umbigo somos engraçadas...! A vida corre mal socorremo-nos além de uma na outra, na passagem obrigatória na Vanda, em tranças de chocolate do minipreço que são inigualáveis, em musicas que pomos em sistematico repeat, no QR, que quando tem as portas trancadas nos dá o poder de ficarmos invisiveis e de fingirmos que somos a Mariah e a Duffy e cantamos como se disso dependesse as nossas vidas.
Ou seja a vida até que pode correr mal, tem dramas, tem dias em que não se tira o pijama, em que há nuvens cinzentas nas ilhas mais paradisíacas mas a fórmula mágica é tão simples. E adoro porque na nossa complexidade somos mesmo simples e descomplicadas =)

1 comentário:

Teresia disse...

Hoje tirei o pijama =) sinto-me leve, sinto que descompliquei!!!!! =) beijinho beijiiiiiiiinho