quarta-feira, 14 de maio de 2008

Ponto Final

Este é o último post/comentário que teço relativamente à polémica que aqui se gerou nos últimos dois dias.
Ao contrário dos anteriores dois posts, em que optei por satirizar, ironizar e relativizar a situação, neste momento o que escrevo é sério e não é de ânimo leve:
Este blog foi criado há precisamente 5 meses, por mim e por uma grande amiga, e desde então muitas alegrias nos tem dado. Sempre adorei escrever, sinto-me bem quando o faço, tenho cadernos e cadernos cheios de pensamentos, desabafos, crónicas e segredos, desde sempre escrevi pequenos bilhetes que deixava espalhados pela casa, cartas de amor e de amizade foram mais do que muitas, e até em meras sms, sempre me esforcei para, através da escrita, completar os vazios que a oralidade deixa por preencher. Acima de tudo escrevo porque me faz bem, e porque gosto de ler o que escrevo. A ideia de tornar pública a minha escrita, não só no seu conteúdo mas também na sua forma, foi, de início, bastante assustadora. Sendo uma pessoa reservada e que não "desarma" facilmente, achei que um blog seria excesso de exposição por um lado, e por outro tinha a perfeita noção de que, ao ser público, automática e inconscientemente, uma parte da minha escrita seria censurada. Ninguém escreve literalmente aquilo que pensa, quando sabe que tem público. Tal e qual como ninguém diz exactamente aquilo que pensa quando tem público. Há sempre um filtro pelo qual o pensamento tem que passar até se materializar em palavra escrita e publicada. Chama-se a isso Bom-senso.
Ainda assim, preferi encarar essas limitações como um desafio, até mesmo para o meu futuro profissional, e não poderia ter feito melhor escolha. Tenho-me divertido muito com este cantinho, que visito diariamente, que me permite viajar, conhecer outras pessoas, outros espaços, outros desabafos, outras crónicas e outras escritas. E é isto que eu acho que desde o início não foi bem assimilado entre algumas pessoas: ter um blog até pode estar na moda dentro de um certo tipo de massa cultural, mas no geral, um blog não é uma materialização de narcisismo, egocentrismo, auto-promoção, show off. Quando aqui escrevo, seja sobre que assunto for, não me "estou a armar". O blog, para mim e para a grande maioria, é um hobbie. Um passatempo, uma distração, tal como ir bater perna no shopping, ou comprar revistas cor de rosa. Há ainda quem o use para terapia e procure na opinião de terceiros a validação de pensamentos, conselhos, outros pontos de vista. Mas aqui nem é esse o caso. No geral, a ter que classificar este espaço, diria que é simplesmente Bem disposto! Com posts uns dias mais alegres do que outros, onde eu própria já expus as minhas tristezas, as minhas vulnerabilidades, onde tanto partilho o que me faz rir como o que me faz chorar!
Nunca, desde o seu primeiro dia, nenhum comentário foi rejeitado aqui. Todos, sem excepção, foram aceites e respeitados. Nunca, em caso algum, nenhuma das autoras (eu e Fifs) faltamos ao respeito com quem nos comentou, porque partimos do princípio que quem se dá ao trabalho de aqui vir, ler na íntegra o que escrevemos e ainda comentar o quer que seja, merece ser respeitado e tido em conta. Para quem disse que eu não tenho estofo para receber os comentários, essa é a prova provada de que tenho. Caso contrário, faria o que a própria me aconselhou, exercendo o poder que é só meu e da Fifs, de simplesmente rejeitar o que não vem em meu abono. Para quem disse que ameacei ao dizer que sei quem foram os autores dos comentários, recomendo uma leitura pelo dicionário de língua portuguesa. Foi-me feita uma pergunta à qual respondi, informando que sim, sabia de quem se tratava, bem como tenho acesso a outro tipo de informação que diz respeito ao meu blog, que eu criei e do qual faço manutenção diária. Ameaçar é algo bem diferente.
Tenho a certeza mais do que absoluta que este tipo de situação não volta a acontecer, porque a pessoa que despoletou tudo isto neste momento está mais do que arrependida e consciente de que a brincadeira de mau gosto foi longe demais e tomou proporções que nem a própria previa. Mas isto sou só eu a deduzir, porque até agora, nenhum pedido de desculpas ou assumir de responsabilidades me foi dirigido. Nem será. Também não quero, nem preciso.
Tenho igualmente a certeza de que as conversas e comentários a meu respeito e do que escrevo no blog, vão continuar. E aguardo, de consciência muito tranquila, o dia em que se dirijam a mim, para falar sobre o assunto.
Agradeço todas as palavras queridas, de apoio, de muitos elogios e mimos, muitos deles de pessoas que só conhecem a Pips e não fazem ideia de quem é a Rita, e ainda assim perderam 2 minutos do seu tempo para apoiar, enquanto que várias pessoas que conhecem a Rita há anos, leram e não se pronunciaram publicamente, mas mais uma vez preferiram faze-lo entre si, trocando telefonemas, promovendo mais uma sessão de tertulia cor de rosa versão muito pobrezinha.
Amanhã é outro dia e eu cá estarei....com outro assunto bem diferente, de certeza que este não vai ter mais audiência!!

12 comentários:

Ana disse...

A Pips tem um grande coração... mas a Rita tem um coração ENORME! Nunca deixes que "coisas" vindas de "coisas" que não interessam interfiram com este teu (vosso) espaço. Independentemente do que te digam, tu és muuuuiiiito superior a isso tudo, não tenho dúvidas.
Que nunca nada nem ninguém faça com que as tuas ideias e, sobretudo, a tua escrita deixe de fluir. É por isso que cá venho sempre!

Estou contigo!
Beijinho grande

E sempre que te sintas feliz, GRITA aos 7 ventos, porque quem gosta verdadeiramente de ti (quer te conheça ou não, vai vibrar por ti ;)

Clepsydra disse...

Acompanhei a polémica. Não me pronunciei, porque conheço a Pips e não a Rita. Pareceu-me que o post que originou o aceso "debate" sob a forma de comentários incorre num erro de destinatário, direccionando-se para a Rita e não para a Pips.

À Rita o que é da Rita (e nos seus respectivos contextos). À Pips o que é da Pips, mais o seu blog.

Beijo, Pips.

chuva boa disse...

epa, eu estou com uma certa inveja! para além de ja estar desmotivada com o trabalho, a minha tpm nao me esta a ajudar! quisera eu estar como tu!
nao percas tempo com justificacoes!
un besito desde catalunya

Osga disse...

Cinco meses de "PipsBlog" o que posso dizer é que a boa disposição confirma-se.Subscrevo o hobbie e o bom senso, não te conheço é facto mas a Pips que conheço faz-me rir com os seus posts ;)

Por mim podes fazer mais posts causticos para ver o estalar da guerra :D


bjs

Anónimo disse...

Muitos Parabéns pela escrita que aqui apresenta diariamente. Acima de tudo é isso que mais chama a atenção em si, é isso que a valoriza neste pequeno espaço, e que faz com que quem a lê tenha vontade de voltar. Acredito que tenha outras qualidades visíveis e outras nem tanto que provoquem o tipo de reacção a que aqui se assistiu. Orgulhe-se disso.

Leitor assíduo e fã.

Mikitas disse...

Continua, amiga. Continua!

xenirac ed susej disse...

Muito bom!!! Palavras pra que...continua a escrever assim...não há palavras... beijocas força!!!

Couve Rocha (de medo) disse...

É tão fácil pôr galinhas a cantar e a matarem-se todas. Agora GALOS? Também estão com o TPM no cusinho? Já que dizes que sabes tanto escreve um texto sobre mime manda a PJ a minha casa. Ah Ah Ah Ah

Pips disse...

Gostavas não gostavas? Ter esse tipo de protagonismo e de atenção?
Mas primeiro tens de ser Homem e deixar de ser uma Couve.

Anónimo disse...

Engraçado... nunca tinha tido qualquer interesse em blogs, nunca percebi qual a sua utilidade, nem o dispendio de tempo por quem le e comenta.

Valorizo quem tem o dom de poder brindar os pobres de espirito, que ñ têm vida social interessante, onde a sua actividade profissional acaba por ser posta em causa devido a falta de formação profissional (pq licenciatura ñ é sinónimo de sabedoria)e falta de educação, pq dinheiro não significa ser-se bem formado.

Sou o ricardo, AMIGO da RITA, e dos "artigos" que a mesma escreveu, e dos comentários q recebeu de pessoas anónimas, apenas posso referir que a vulgaridade, falta de personalidade e de "tomates" apenas me faz valorizar cada vez mais esta menina Mulher que tem um coração enorme e muito amor para dar a quem quer receber e a quem merece.

Felizmente para ti Rita, percebeste que quem se diz tua AMIGA, apenas quer-te ver em baixo, ñ querendo q o teu lindo sorriso venha ao de cima e brinde-nos a todos confortando os nossos corações.

1 beijo enorme de alguém q te conheçe e que te VALORIZA.

Para quem continua a esconder-se no anonimato ou com nomes fiticios e que se faz passar por quem só te conhece do blog, apenas posso desejar força e continuação desse tipo de vida pobre, e sem qq tipo de interesse.
Mudança geografica parece q acentua o caracter duvidoso das pessoas...

RICARDO

Catica disse...

Couve Rocha ( de medo)= Estupidez Acentuada ( Sem mEDO nENHUM)!




eLE HÁ aLIMENTOS TÃO Intragavéis....

Carla Figueiredo disse...

Bom, depois de ler tanto disparate, só me vem à cabeça uma coisa... "O que será que motiva as pessoas a serem tão crueis, tão desagradáveis e tão invejosas, e ainda por cima a orgulharem-se disso?"
Adiante... não conheço a Rita, conheço a Pips e gosto sempre de ler o que escreve pois experessa bem o que sente e escreve bem, o que já é raro...
Comento sim, os posts da Fifs, minha querida Fifs que tenho o privilégio de conhecer pessoalmente.
Vou continuar a passar por aqui porque me divirto, com os posts e não com os tristes comentários, entenda-se...
Beijo grande!
Carla

p.s. já agora... a côr roxa, agora escreve-se com "ch"??? Raio do acordo artográfico!!!!!!!