quinta-feira, 10 de abril de 2008

Horas extra procura-se

Ora bem... Finalmente consegui ter um tempinho para vir aqui, para sentir um cheirinho da minha vida antiga... =) verdade... Pus a outra a arrendar e lancei-me sem pára-quedas para uma vida nova... Horários novos, pessoas novas, uma realidade completamente diferente daquela a que estava habituada e a preparação para uma profissão que é no mínimo anti-natura... O Homem não foi feito para voar... Mas o grande problema da minha vidinha e das minhas decisões é o apegar-me às que deixo para trás, ou seja, sou uma pessoa muito orientada para seguir em frente mas custa-me muito deixar as coisas para trás... E assim tenho saudades... Do tempo que tinha, das conversas parvas com gente igualmente parva como eu, das brincadeiras que tinha com algumas pessoas e que só vou ter com elas e não vão voltar atrás... Tenho saudades de ter vida e andar com os pés em terra.
E depois há aquelas pessoas que não puseram a vida a arrendar mas pura e simplesmente desistiram dela e foram brincar às casinhas para outro lado, fora de Portugal, abriram asas e planaram longe daqui porque viver aqui assim não faz sentido... Pus-me a pensar: Eu já fui, de certa forma, a causa do negócio de compra e venda da vida de alguém. Interferi... Fiz parte da decisão de evacuação (se vocês soubessem a quantidade de vezes que eu ouço isto...) de alguém pra longe daqui, para fora do território nacional porque aqui não fazia sentido, não assim...
Conclusão: Gostava que o meu dia tivesse 30 horas pelo menos, e as minhas energias fossem alimentadas por cada vez que eu berro "ABRAM OS CINTOS" assim teria todo o tempo de guinchar pelo menos duas vezes por semana, de estar com antigos inquilinos da minha vida e principalmente uma meia horinha diária pra pensar... "Mazondé cômevim meter?"

4 comentários:

Neferet disse...

Se te sentes assim agora,depois vai ser bem pior...Tudo tem prós e contras e acredita que as vantagens desta profissão são muito maiores que as desvantagens! Podes estar a deixar para trás muitas experiências mas o que vais viver daqui para a frente vai ser único.
Beijinhos

kel disse...

Boa sorte na nova vida querida! Vais ver que a experiência será gratificante e as saudades... Bem, elas existem sp, por uma ou outra razão e aprendemos a viver com esse sentimento, quase como se fosse "de estimação"! Acho q faz parte mas o importante é q te sintas bem com as tuas escolhas e realizada! As coisas / pessoas realmente importantes continuaram a fazer parte da tua vida, apenas de outra forma.

Beijokinhas ;)

Inês disse...

Se fizeres viagens entre o Funchal e o Continente ainda nos vamos encontrar algumas vezes! Se estás a trabalhar para a TAP já não gosto de ti à partida :P:P

Alexis disse...

Olá, deixei um miminho para ti no meu blog, passa por lá. Bjokinhas!