quarta-feira, 9 de abril de 2008

Para VOCÊS

Sinto-me injustiçada.
Sinto que fui condenada sem direito a julgamento e nem sequer me foi aplicada a máxima universal de "inocente até prova do contrário".
Tive conhecimento da existência de uma série de conversas, deduções, suposições e elacções que visam a minha pessoa. Falou-se de mim, de certas atitudes e da falta delas, da minha mudança enquanto pessoa, da minha ausência, do meu egocentrismo, da minha frieza, da minha reserva em falar sobre mim e procurar quem antes procurava.
Tudo muito bem.
Vivemos numa democracia e felizmente que existe liberdade de expressão para se falar do que, e de quem bem se quiser. Já não acho que seja assim "tão bem" ter conhecimento dessas conversas e conclusões a que chegaram, sem nunca me terem procurado para o quer que fosse: Para me chamarem à atenção, para me criticarem, para discutirem comigo, para me pedirem satisfações, para dizerem que sentem a minha falta, para serem injustas, como acho que estão a ser, mas pelo menos que o fizessem para comigo e não entre vocês.
E não digam que iam falar comigo, e não digam que estavam à espera do melhor momento, e não digam que não tiveram tempo, e não digam que não falaram tanto assim e que não é tão grave assim. É grave, sim!
E foi grave quando ontem descobri, como uma revelação, que estavam magoadas, tristes e desiludidas comigo. Não fazia ideia, fui apanhada de surpresa, e fiquei sem reacção durante algum tempo. Mas foram apenas 20m, porque ao contrário de vocês, não esperei por momento nenhum, e procurei imediatamente quem estava magoado comigo. Podia não o ter feito. Podia permanecer no silêncio de que me acusam, e esperar pela altura em que me viessem dizer alguma coisa...se é que iam dizer! Mas não. Apesar de me sentir injustiçada fiz questão de procurar as pessoas e de querer saber e esclarecer o que se passa.
Porque é que estou a escrever aqui e a expor este assunto? (Que sei que vai ser mais um motivo de crítica!)
Porque é outra coisa que me entristece: saber que lêm o meu blog frequentemente, que por isso estão a par da minha vida ou pelo menos da parte que escolho aqui expor e que não o faço como acto de egocentrismo mas como passatempo, porque gosto e me faz bem, tal como ir às compras ou ir à depilação, (sendo que aqui sempre exercito mais neurónios!). E nunca foram capazes de me dizer, sob a forma de elogio ou crítica que liam, que gostavam, que não axavam piada, fosse o que fosse. Simplesmente fingiam que ignoravam...mas afinal continuam a ler e a querer saber e a comentar entre vocês. Não entendo isso.
Estou magoada. E estou magoada porque vos tinha em consideração, porque gosto de vocês, por todos os momentos que já passamos juntas, porque acho que nunca vos falhei e porque se mudei, como todas mudamos, é uma consequência da vida e das partidas que ela nos prega. Nunca falhei nem prejudiquei nenhuma de vocês. Se estou mais distante, a distância que nos separa é a mesma, e também eu sinto falta de alguma iniciativa da vossa parte para se aproximarem de mim. Mas não cobro isso. Cada um tem a sua vida, cada um tem os seus problemas, eu sou a primeira a dizer que não me sinto tão disponível como antes para dar o que dava de mim, para acompanhar como acompanhava, para partilhar o que partilhava. Mas também não cobro o facto de vocês não o fazerem comigo.
Espero poder estar pessoalmente com cada uma, para falar e esclarecer tudo o que houver para esclarecer. Até lá, fica aqui mais uma prova de que não sou indiferente ao que dizem e pensam de mim, porque são VOCÊS.
Têm o meu número. Sabem onde me encontrar.

8 comentários:

Inês disse...

Criticar, falar nas costas, comentar atitudes e possíveis distanciamentos.. isso parece-me coisa de adolescentes e que claramente só acontece entre gajas. É por estas e por outras que 90% dos meus amigos são homens... Não suporto este tipo de ambientes de "diz que disse"... São desgastantes e corrosivos.
Não quero saber se me acham arrogante ou não mas este tipo de atitudes não passam de criancice... Há uma frase muito boa para isto: "A vossa vida não vos chega?"
Desculpa lá o mau feitio Pips... Podes moderar os comentários :P

Osga disse...

Fiquei arrebatado com este post...A inês tem razão na cena dos gajos e é sempre mais fácil falar-se mal e injustamente do que bem. Um gajo pode dizer tanta coisa mas percebo-te, fica-se sempre magoado com estas situações, caga mas é na cena a vida é demasiado curta para um gajo andar aqui sempre triste e aborrecido(ja sei que é mais fácil falar do que fazer mas continua a ser como és, boa ou má és mesmo assim!)

Anónimo disse...

Sao umas "Bichas do demónio"...Ai Mulherei...:)

bjs...da "Outra"

Clepsydra disse...

Desconheço os pormenores da história, das conversas e dos comentários, mas acho que conheço o formato e aplaudo a tua iniciativa de esclarecimento. Já me afastei de algumas pessoas assim, por diz-que-disse. Ao contrário de ti, acho que devo reconsiderar o lugar que determinada pessoa ocupa na minha vida, quando sei que tem algo a dizer sobre mim e não é capaz de mo transmitir. É duro e dói bastante, mas simplesmente, quem assim se comporta, a mim, não me interessa.

Fifs disse...

BORRRRRIIIIIIIING! é o que tenho a dizer destas pessoas e deste tipo de conversinhas... GET A LIFE!

Neferet disse...

Ah VALENTE!
Nao des importancia a quem nao merece porque pelos vistos também não se importam contigo.
Beijinhos

kel disse...

Alô xuxuca!! Ah qt tempo n vamos beber um cafézinho revigorante, só de meninas. Vejo q nem tudo corre bem e lamento q assim seja! Infelizmente mal entendidos acontecem com mais frequência do q desejamos e cabe a cada um encontrar a melhor forma de lidar com eles e esclarece-los, ou não. Qts aos restantes comentários e correndo o risco de ser "apedrejada" via net, acho q não devemos falar de realidades q desconhecemos (total ou parcialmente). Todos, Pips, amigas de Pips, everyone... têm o direito de errar, reconhecer e ser perdoados... E sim, sou de opinião q ao primeiro perdão todas as alminhas têm direito e ninguém deveria ser "condenado" sem "julgamento". Dps logo se vê como correm as coisas! E é mesmo como nas relações... gostar nem sp chega mas a compreensão é preciosa em qq relação (e eu, com este feitio, q o diga, lol) Assim sendo, abstenho-me de alongar o meu comentário a este post, pq entendo q é uma "conversa" entre Pips e as pessoas a quem Pips se dirige.

Tudo está bem qd acaba bem... Se ainda n está é pq ainda n acabou :)

Beijoca grande xuxu *

Anónimo disse...

Gosto de saber que ando na boca do mundo, com direito a comentários de pessoas k nem seker conheço!!!nao havia outra maneira + discreta de resolver a situação???inda por cima suponho k nao saibas ao certo porque escrevest estas palavras pelo menos para mim uma vez k eu nem seker falei sobre nd disto ctg!!!bem....mas se calhar nao interessa falar e esclarecer as coisas...já me apercebi disso!!nem direito a sms tive!!!enfim...se precisares de alguma coisa diz...podes contar sp cmg...bjo gd(nao preciso de assinar pois nao??)